Um dia terrível em Silicon Valley, um fim de ano péssimo para todo o mercado de tecnologia.

Standard

Alguns dos maiores sites de tecnologia estão reportando outro tiroteio americano por motivo fútil. Não estaria nesse blog se o caso em questão não tivesse ocorrido em uma empresa de tecnologia a SiPort.

O suspeito é Jim-Wu, 47 anos, foto ao lado. Supostamente ele teria invadido o escritório da empresa e matado a tiros o vice-presidente de operações e uma mulher cuja identidade ainda não foi revelada. Simplesmente por que fora despedido.

Normalmente não falaria sobre isso. Acredito que divulgar esse tipo de coisa só serve para atiçar outras pessoas com o mesmo tipo de patologia contudo, o caso é emblemático da situação atual do mercado de tecnologia americano.

A crise da economia mundial está afetando o mercado de tecnologia de forma dramática nos EUA, além disso muitas empresas estão aproveitando a desculpa dada pela crise para corrigir desvios e acertar o fluxo de caixa demitindo milhares de funcionários.

A Sun e o Yahoo! na berlinda

Os artigos mais comentados nos últimos dias dizem respeito as demissões anunciadas pela Sun e Yahoo!. As duas empresas anunciaram demissões em massa para os próximos dias.

A Sun anunciou que vai demitir entre 11 e 13% dos seus funcionários. Entre 5000 e 6000 pessoas perderão seus empregos. A desculpa apresentada foi “a nova realidade da economia mundial”. Com isso, esperam reduzir seus custos operacionais em até US$800 Milhões por ano, depois de absolvido o impacto financeiro das demissões.

Como parte da reestruturação da empresa, também segundo a matéria, a Sun irá concentrar seus esforços e estratégias em três grandes áreas: Solaris e Virtualização, código aberto (MySql, Java, Glassfish, etc.) e cloud (grid, staroffice e Netbeans). Os três grupos estarão sob o controle de executivos com história de grande sucesso na empresa.

A desculpa da crise é um tanto quanto esfarrapada. A Sun está enfrentando dificuldades de caixa há alguns anos e só funciona se observarmos que nos últimos seis meses a queda das ações da empresa se acentuou dramaticamente. Veja o gráfico abaixo:

O código da Sun é Java. O IXIC é o índice Nasdaq. Os outros dispensam apresentações.

Observe que as ações da Microsoft carregam o índice Nasdaq praticamente com o mesmo peso da Petrobrás no Ibovespa. E que entre as ações que escolhi para esse artigo é a que apresenta uma taxa de queda menor. O que coloca a empresa em uma situação privilegiada.

Em rio que tem piranha a Microsoft nada de costas

laA Microsoft está com dinheiro em caixa e parece imune aos efeitos da crise mundial. Segundo alguns, a Microsoft dispõe US$15 Bilhões em caixa para gastar. Dinheiro suficiente para ir às compras e tirar o atraso no mercado de Internet. Os palpiteiros de plantão apostam em Yahoo!, AOL ou Facebook.

A Aol, na opinião deste pobre blogueiro que vos escreve é cachorro morto. Encontra-se em uma situação de mercado complicada e não vai representar nenhum grande avanço na posição da Microsoft. Principalmente por que não tem o que mais interessa a Microsoft: Search Engine.

O Yahoo!, Aparentemente é uma carta fora do baralho. Não cedeu a pressão de compra do começo do ano e atualmente vale menos de um terço do que foi oferecido. O Facebook é a bola da vez. Recentemente avaliado em, pasmem, US$15 Bilhões! Ora, ora. Que incrível coincidência.

Aos olhos menos atentos, poderia parecer que o Yahoo! está em uma situação complicada. Se você pensou isso, acertou.

Yahoo! Melhor nem entrar na água

Valendo menos que um terço do que foi oferecido pela Microsoft no começo do ano o CEO Jerry Yang deve estar com a corda no pescoço. Parafraseando a sabedoria popular: A crise é prima-irmã da oportunidade (por favor, não culpem os chineses por isso!). Acreditando nisso ou não o Yahoo! Já anunciou que vai demitir 1000 funcionários, começando em 10 de Dezembro deste ano. Feliz Natal, Yahoos! Também usando a crise, o Senhor Yang está aproveitando para colocar ordem na casa. Talvez seja a primeira coisa inteligente que ele faz desde que recusou a oferta da Microsoft. Convenhamos, com o valor das ações nesse nível, ele pode fazer o que bem entender e começar a empresa novamente. Desde que ele mesmo não esteja na lista dos 1000 e que consega sobreviver as investidas de compra por outras empresas. Já há rumores que a Disney está interessada.

Nem o Google escapa

autor: Brajeswar

A maior surpresa desta crise é a queda acentuada do valor das ações do Google que fecharam na sexta-feira (14/11/2008) a US$310,00 uma pequena recuperação já que esteva a menos de US$300,00 na quarta-feira.

A desculpa é a mesma: Crise Econômica. Assusta lembrar que há menos de um ano essas ações valiam o dobro e os analistas discutiam onde seria o teto em US$1500,00 ou US$2000,00 e hoje alguns especialistas dizem que pode chegar aos US$200,00.

Especialistas… Já parou para pensar nisso.

Observe quantos especialistas vão aos jornais para anunciar o fim do mundo e, quando o mundo não acaba, quantos vão explicar por que ele não acabou.

Especialistas são pessoas, como eu e você e como tal têm seus interesses pessoais, seus medos e seus valores. Opiniões isentas são raras, muito raras, raríssimas.

Não faz muito tempo, todos os dias iam três ou quatro em horários e canais diferentes para dizer que o barril de petróleo jamais voltaria a preços inferiores aos US$100,00. O Barril do tipo Brent fechou em US$ 54,83 na sexta-feira (14/11/2008).

Não sou especialista em mercado de capitais. Mas me disseram que para ganhar dinheiro na bolsa, compramos quando as ações estão em baixa e vendemos quando estão em alta. Mais em baixa que isso é difícil. 🙂

Nada disso quer dizer que não existe uma crise. Existe. Está causando problemas até no mercado de tecnologia mesmo em países onde esse mercado é forte e estável. Tanto existe que o Techcrunch criou um gráfico só para acompanhar as demissões neste setor e alguns sites já falam em mais de 100.000 demissões desde o começo do ano.

Crise para uns, oportunidade para outros

Com a recuperação do dólar e demissões em massa por lá, deve ser uma boa hora para investir em outsourcing ou para comprar ações do google. Ou você acredita que elas vão ficar dando sopa muito tempo?

One thought on “Um dia terrível em Silicon Valley, um fim de ano péssimo para todo o mercado de tecnologia.

Comments are closed.