Tirando energia, adubo, fertilizantes e água pura do que colocamos na privada

Standard

A Fundação Bill e Melinda Gates lançou, em julho de 2011, uma iniciativa para recriar nosas privadas. Não a vida. Aquele objeto no banheiro que ninguém gosta ou vive sem. No fim do artigo está um filminho do lançamento da iniciativa, só em inglês.

Seu cocô será útil

A verdade é que, se tiverem sucesso, esta contribuição do Bill Gates para a humanidade pode ser maior e mais importante que tudo que ele já fez. Para garantir isso a fundação lançou 41.5 milhões de dólares para esta iniciativa. E dezenas de patrocínios à pesquisa já foram concedidos em todos os continentes.

Parece notícia velha, mas não é. Só agora, começam a circular propostas interessantes na internet. O que se apresenta ainda é conceitual. É necessário entender o processo e ver se é economicamente viável. Se for, pode ser uma solução para implantação imediata em condomínios.

Na europa, desde 2010 já é possivel encontrar dispositivos sanitários (lindo nome para privada) capazes de separar sólidos e líquidos, o que facilita o processamento, tanto para fertilizantes (urina) quanto para adubo (fezes), seguindo o mesmo princípio que separar papel de plástico facilita a reciclagem. Por enquanto podemos continuar hackeando privadas.