Seu nerd querido pode acabar com o mundo

Standard

Tecnologia de ponta em biologia, física e eletrônica custa muito pouco e essa disponibilidade está criando uma nova geração de nerds, capazes de tudo.

Outro dia no Big Bang Theory vi uma frase excelente. Leonard tentava convencer Penny a não entrar em uma disputa com Sheldon e sacou: O cara está a um acidente de laboratório de se tornar um gênio do mal. Pura verdade. O avanço da tecnologia e a queda nos preços do material para testes e experiências está criando uma nova geração de nerds, Os que podem acabar com o mundo enquanto tentam ser o próximo Steve Jobs.

Lembrei de escrever sobre isso hoje, quando li esse artigo da Mailonline dando conta que o Sr. Christopher Strevens de 66 anos, um simpático técnico aposentado, apesar de não querer explodir ninguém, está fazendo um reator nuclear em casa. Com todo cuidado para não perturbar sua mãe de 95 anos.

Woven DNA (#1)
photo credit: j / f / photos

Se o Sr. Christopher é capaz de fazer isso ou não é uma preocupação menor, pelo menos para mim que estou a um oceano de distância dele. O importante é que ele pode. Ele pode comparar o material necessário, ele pode montar o aparato e ele pode testar. E ele sabe como fazer isso. O Sr. Christopher não é uma excessão.Já existe uma horda de nerds fazendo experiências genéticas em suas casas. Com todo o controle que suas mentes jovens e mães permitem. Sem ser alarmista, estamos mais perto de ver a próxima grande epidemia do que o próximo milionário. Já devemos ter milhares de amadores brincando com genética e só precisamos de um para criar um desastre.

Quando era criança, sem muitos problemas e com a minha mirrada mesada, comprei os ingredientes necessários e junto com um amigo, fiz uma colher de explosivo químico líquido. Seguindo as instruções de um livro que encontramos na biblioteca de uma escola pública de segundo grau.

O que nós não tínhamos lido era que o explosivo era extremamente instável, suscetível ao calor, e que poucos graus de variação bastariam para explodir tudo. Tivemos sorte três vezes seguidas. Primeiro por que fizemos pouco, muito pouco, coisa de uma colher de chá, segundo por que fizemos no fundo do quintal e não no meu quarto, onde costumávamos estudar e terceiro por que quando a temperatura subiu estávamos tranquilamente lanchando na sala, uns 30m do local, assim todo o prejuízo foi o muro de tijolos que abalamos severamente e teve que ser refeito.Pegue essa mesma cena que se passou em plena ditadura militar, onde qualquer moleque de 14 anos podia compar produtos químicos, e traga para os tempos de hoje.

O sr. Christopher admitiu na matéria que já foi procurado por uma organização terrorista. Talvez tenha sido só um delírio de grandeza, talvez ele tenha realmente sido procurado. Quanto tempo vai levar até que um louco extremista, cristão, mulçumano, homofóbico ou corintiano vai levar para criar uma bomba nuclear em casa ou um virus assassino que só mate palmeirense? Será que vamos ter que esperar que algo assim aconteça antes de discutir o assunto globalmente?

Tenho mais medo de um moleque como eu, brincando com o que não entende muito bem do que do Sr. Christopher, mas se ele morasse no meu bairro eu me mudaria imediatamente.