Quem Faz Dinheiro com Software Livre?

Standard

Trabalho e advogo pelo software livre e de código aberto há alguns anos. Em todo esse tempo tenho encontrado lendas e folclore sobre as empresas que desenvolvem e vendem soluções de software livre. Na última Latinoware acabei entrando em uma discussão acalorada por causa disso e resolvi fazer uma pesquisa detalhada nos relatórios financeiros das maiores empresas ligadas ao software livre e de código aberto para ver se chegava a alguma conclusão útil.

Graças a Deus, não foi necessário. Seria um trabalho enorme apenas para provar um ponto de vista sem nenhuma importância. Não foi necessário por que o pessoal do Royal Pingdom fez o levantamento para nós. O qual resumo a seguir, com observações minhas:

Mozilla:

Informou um faturamento de US$68 Milhões no ano de 2006 sendo US$57,8 Milhões originados do Google AdSense. Agora entendeu a guerra dos navegadores?

Canonical:

A empresa que suporta o Ubuntu. O artigo informa que a empresa ainda não teve lucro e que o seu proprietário está feliz e vai continuar investindo por mais uns 3 ou 5 anos. Recentemente Steven J. Vaughan-Nichols publicou um artigo sobre uma declaração de Mark Shuttleworth, o criador da Cannonical, afirmando que ele, Shuttleworth não acredita que exista alguém fazendo dinheiro com desktop Linux.

Alfresco:

Esta companhia foi criada ao redor de uma solução de software livre e código aberto para a gerência de conteúdo para empresas. Com um investimento inicial de US$19 Milhões e um faturamento anual em torno de US$ 10 Milhões, Alfresco deve ir a público em 2009.

logos das companias no artigo

Novell:

Essa e a bola da vez, com um faturamento anual entre US$940 e US$970 Milhões e um contrato polêmico com a Microsoft a Novell aumentou o faturamento da sua divisão Suse Linux Enterprise em 65% no primeiro quarto de 2008 representando um total de US$28 Milhões sendo a empresa que apresentou um crescimento mais significativo.

Sun Microsystems

De longe a empresa com o maior e mais importante portfólio de soluções em software livre e de código aberto. Java, StarOffice, OpenSolaris e Mysql são as estrelas deste portfólio. A empresa como um todo apresentou faturamento de US$3,78 Bilhões. Segundo o artigo, o Mysql faturou alguma coisa em torno de US$50 Milhões em 2008 e atualmente não está no negativo. Você pode saber mais sobre o faturamento de cada negócio da Sun aqui.

Red Hat:

Aumentou seu faturamento em 32% em relação a 2007 significando US$156,6 Milhões.

Yahoo:

O Yahoo, tem um histórico de uso e desenvolvimento de software livre mas seus principais aplicativos são fechados, assim como o Google. Se pegarmos o Zimbra que foi comprado por US$350 Milhões e tinha um faturamento de US$20 Milhões e somarmos a isso a recusa de vender para a Microsoft teremos um bom indicativo de por que a empresa anda mal das pernas.

SugarCRM:

Com US$41 Milhões de investimento e faturamento de US$15 Milhões em 2007 a empresa parece estar no caminho certo.

Nokia:

A divisão de software livre e de código aberto da Nokia está com perdas de aprox. US$9 Milhões nos últimos anos. Nada assustador já que a empresa entrou nessa seara recentemente com a compra da Trolltech.

Bem, devemos admitir, estes não são todos os pingos mas alguns dos “is” mais importantes estão ai listados. Não se fatura tanto quanto se pensa e nem tão pouco quanto alguns gostariam.  Ficamos assim, um bom retrato do mercado mas nenhuma sinalização de tendência.