Planeta Júpiter Atingido por um cometa, ou coisa parecida

Standard

Um mancha gigantesca apareceu próximo ao polo sul de Júpiter. Provavelmente causada pelo impacto de um cometa.

Depois de avisada por um astrônomo amador australiano Anthony Wesley, a Nasa observou o planeta Júpiter com tecnologia infravermelha do observatório Keck do Hawaii, registrou a mancha e descartou variáveis meteorológicas. Neste momento a causa mais provável é o impacto de um cometa.

jupiter impacto em infravermelho

Se a nova mancha tiver sido provocada por um comenta será a segunda vez na história que cientistas terrestres observam o resultado deste tipo de evento galático. A primeira vez foi a quinze anos quando o comenta Shoemaker-Levy 9 que também atingiu júpiter, de forma desastrosa, em 1994.

Diferente de 1994 quando o cometa foi descoberto antes do choque, desta vez, vimos apenas o resultado do impacto. Ainda assim, cientistas da Nasa e o próprio descobridor da mancha, atribuem a detecção a um “golpe de sorte”.

Ainda não se sabe o tamanho do objeto que poderia ter se chocado com Júpiter e as previsões atuais são fantasiosas demais para serem levadas a sério. Contudo, há um detalhe que realmente merece destaque, a última frase do parágrafo acima:

…cientistas da Nasa e o próprio descobridor da mancha, atribuem a detecção a um “golpe de sorte”.”

impacto em jupiter

Júpiter funciona como uma espécie de guarda chuva do sistema solar interior. Sua imensa gravidade desvia e atraí a maioria dos cometas que se aproximam do Sol. Este escudo protege os pelanetas interiores, a Terra entre eles, e garante uma relativa estabilidade.   Essa descoberta mostra como ainda estamos longe de estarmos seguros. Mesmo com toda tecnologia que temos disponível.