Passou perto, muito perto… Asteroide quase acerta a Terra

Standard

Nesta sexta-feira, dia 16 de outrobro de 2009, novamente, a Terra escapou por pouco, muito pouco de ser atingida por um asteroide. Grande o suficiente para apagar da existência algumas das nossas maiores cidades se uma delas fosse atingida.

asteroid
photo credit: goldenrectangle

Um asteróide, nominado 2009 TM8 passou a apenas 348 mil quilômetros da Terra viajando a aproximadamente 30 mil quilômetros por hora. Isto é muito perto. Vou recorrer a uma metáfora que ouvi uma vez. Se o sistema solar fosse um corpo humano, a lua estaria a distância de um pelo curvo na sua mão. Esse asteróide passou entre esse pelo e a sua mão.

Perto, muito perto. Não sei se a metáfora é válida, ouvi em algum lugar e gostei dela. Se prefere uma coisa mais científica podemos dizer que passou entre a Terra e a Lua.

Não é a primeira vez que isso acontece, e parece que não vai ser a última. Desta vez tratava-se de uma rocha relativamente pequena de aproximadamente 7 metros de diâmetro. Experimente simular esse impacto e imagine o tamanho da destruição que poderia causar.

Meu problema, e o seu também, não é que este asteróide tenha errado. Meu problema é que eu só soube da sua aproximação algumas horas antes de sua passagem. Eu e todo mundo, ele só foi descoberto na quinta-feira.

Imagine que meu destino e o seu está nas mãos de pessoas que podem achar que é melhor socorrer as vítimas de um possível impacto que causar pânico na evacuação. Aliás, que evacuação? Nosso país não tem nenhum plano de evacuação nem para enchentes, que dirá para asteródes.

Pensando sobre isso me pergunto: Será que conseguiram avisar o Bruce Willis? Só fiquei mais tranquilo quando li a notícia original com calma. Só exitem 7 milhões de objetos como esse com chances de atingir a Terra. Nada como uma boa notícia para começar a semana. Né não?

5 thoughts on “Passou perto, muito perto… Asteroide quase acerta a Terra

  1. Este aí era pequeno e passou relativamente longe, cerca de 11 horas de distância da Terra. No começo da década teve um de cerca de 200 metros que passou na exata posição onde estava a Terra 6 horas antes dele passar. Pior, só soubemos disto no dia seguinte.

  2. Fábio

    Eu usei o simulador e não acho que devastaria uma cidade inteira não…
    Vejamos: 30000 Km/s = 8,333 Km/h. No simulador usei: diâmetro do asteróide: 100m (o menor permitido), ângulo de 90º (o de maior estrago), velocidade: 9 Km/h, densidade do asteróide: ferro (maior estrago); densidade do alvo: rocha ígnea (o mais frágil). Convenhamos que é um asteróide bem mais poderoso que esse que passou. No simulador, a largura da cratera foi de 2472m. Pode até riscar do mapa um bairro inteiro, mas não uma cidade inteira.

Comments are closed.