Nova BIOS rodará Linux se o outro sistema operacional falhar

Standard

Praticamente confirmando o que eu havia dito. A Phoenix Tecnologies anunciou um plano para desenvolver uma BIOS com Linux embutido que vai permitir que o usuário rode alguns aplicativos mesmo que o “sistema operacional principal” falhe.

Isto significa que independente do status do sistema operacional, alguns softwares poderão ser executados, tais como navegadores web, softwares de manutenção e cópia de arquivos. O plano é que esse sistema seja construído na plataforma de virtualização Phoenix HyperCore e a empresa pretende ofertar opções de suporte remoto como parte do pacote.

Notícia Original

Estamos quase lá. O software que é executado nas BIOS proprietárias que encontramos no mercado custam entre US$1,00 e US$ 15,00 dependendo do seu contrato de aquisição e dos sistemas que sua placa mãe vai suportar. É claro que esses dados são confidenciais e variam de acordo com o tamanho do fabricante de placas mãe. Contudo, esse valor está muito aquém do valor de qualquer software do mercado.

As empresas fornecedoras de BIOS vivem do volume de produto vendido, o que limita seu faturamento apenas a entrega da BIOS. Exatamente como se fossem empresas de fabricação de Chips. Essa expansão de mercado, incluindo um sistema operacional diretamente na BIOS vai funcionar como fonte extra de renda para essas empresas com a venda de suporte. Notadamente suporte remoto.

Isto também pode ser o início do que eu acredito seja um futuro não muito remoto. Um futuro onde o kernel seja embutido na BIOS e os usuários escolham que interface gráfica e que programas usarão na sua máquina.