Marinha Americana Pretende Curar Soldados no Campo de Batalha

Standard

Com um investimento de US$1.6 Milhões o prof. Joseph Wang da Universidade da Califórnia em San Diego irá liderar uma equipe de pesquisadores para criar um sistema integrado aos uniformes militares que permita a inoculação de drogas automaticamente em soldados feridos.

Um sistema composto de sensores espalhados pelo uniforme irá monitorar automática e continuamente sinais biológicos emitidos pelos soldados a fim de determinar o surgimento de problemas típicos em batalhas e, uma vez detectado o problema, liberar as drogas certas para o tratamento emergencial começando o tratamento ainda no meio da batalha.

050826-F-9712C-032
photo credit: Army.mil

Segundo o prof. a maioria das mortes em campo de batalha ocorrem nos 30 minutos imediatamente após o ferimento, por absoluta falta de tratamento adequado. O objetivo dessa tecnologia será garantir o tratamento básico de sobrevivência antes que o soldado ferido chegue ao hospital de campanha, aumentando a sobrevida em batalha.

O problema está em criar um sistema de monitoração inteligente com um fator de invasão mínimo, portável, rápido e suficientemente inteligente para, observando sinais vitais como suor, qualidade do sangue, pressão sanguínea e composição sudorípara ser capaz de detectar o grau e tipo de ferimento e aplicar a medicação correta.

O Prof. lidera uma equipe de pesquisadores em nanotecnologia que está trabalhando em biosensores e biocomputação, um trabalho iniciado por Evgeny Katz (paper abstract) se obter sucesso, o projeto do hospital em um chip poderá revolucionar o tratamento de soldados com implicações diretas para pacientes que requerem cuidado constante como os diabéticos.

Notícia Original