A história principal você já deve conhecer. Primeiro homem, primeira mulher a velha serpente, o pecado, o castigo. Depois vieram os filhos. Um mata o outro e ganha o mundo. O que você não conhece é o resto da história. Segundo uma lenda muçulmana o pobre Adão, cansado de tantos problemas, amargurado e arrependido, também ganhou o mundo. E batendo aqui, batendo ali, acabou no topo da montanha Sinhalese Samanalakanda no Sri Lanka e lá, em pé, chorou seus pecados, parado no mesmo lugar por mil anos olhando aos céus em busca de redenção.

Sinhalese Samanalakanda, ou Montanha das Borboletas, fica na região central do Sri Lanka. Há no topo da montanha uma rocha, com 1,8 m onde está a pegada de Adão, segundo a tradição Muçulmana, de Buda segundo a tradição budista ou de Shiva segundo a tradição Tamil. Graças a tradição muçulmana o monte também é conhecido como Pico de Adão. Na imagem a seguir, vemos um monge budista em adoração a pegada em questão. Isto deve lhe dar uma ideia de sobre o quê estamos falando.

buddhist-monk-venerating-500

Uma outra tradição, também ligada aos muçulmanos da área, narra que a pegada foi deixada por Adão, não em mil anos, não em uma tentativa de expiração mas sim no momento em que ele tocou a terra pela primeira vez, assim que foi expulso do Eden. Segundo esta tradição, o Éden não ficava muito longe dali. O Sri Lanka era o paraíso.

srilanka Vamos, só para facilitar, ficar com a primeira tradição, menos bairrista e com mais tempero. E vamos voltar o Éden para a Mesopotâmia, ou na Turquia de hoje. Em fim, em algum lugar do oriente médio próximo, onde, segundo a nossa tradição ocidental, europeia e branca, deveria estar. Se assim for, como Adão poderia ter chegado ao Sri Lanka?

A nado? Se a geografia não estiver afiada, lembro que o Sri Lanka é uma ilha, no sul da Índia. Muito bonito, grande, misterioso e milenar. Ainda assim, uma ilha.

Agora, para continuar nossa história, teremos que dar um pulinho de alguns milhares de anos e viajar até a  China, ou quase, na comitiva de Marco Polo. Em seu diário de viagem, o explorador Veneziano, dá conta de uma linha de bancos de areia e recifes de coral chamada de Ponte de Rama ou Ponte de Adão, ligando o Sri Lanka à Índia. Não satisfeito, completa: “Agora, Está fora de uso mas, pode ser encontrada no trabalho de todos os geógrafos e historiadores orientais que tenham tratado desta parte da Índia”. Este trecho está na tradução, século XIX, do diário das viagens realizadas por Marco Polo entre os anos de 1271 e 1295.

marco_polo_travels

A história não para ai. A Nasa entrou na dança.

AdamsBridge02-NASA Em 1994, durante a missão sts-59 do Edeavour, a Nasa divulgou imagens da área da ponte, onde é possível ver, claramente, uma marca do que poderia ter sido a ponte, com 18km de extensão, ligando a Índia ao Sri Lanka. Vista do alto em um dia claro e sem nuvens parece ser inegável que esta ligação por terra realmente existiu. Link da foto original na Nasa.

Uma das explicações científicas aceitas é que  ponte seja uma herança do processo geológico que separou o Sri Lanka da Índia, o que explicaria também os blocos de formas retas encontradas no fundo do mar.

Estes blocos deram origem a lenda de que  ponte teria sido construída pelo homem milhões de anos antes do Adão caminhar por ela. Esta estória corre a internet de tempos em tempos, se renovando e aumentando.

Cientificamente, o que temos é uma rara formação geológica datada de alguns milhares de anos, e não milhões, formada pela criação de corais e o acúmulo de arei. Que, muito provável mente, até algumas centenas de anos estava totalmente fora d’água.  Sim, provavelmente foi uma rota de comércio e há relatos que tenha sido destruída por um tufão.

Do ponto de vista das religiões da Índia, a ponte foi criada por Rama para recuperar sua esposa que havia sido sequestrada. Recentemente a ponte tornou-se um objeto de adoração e acabou no tribunal com um porta voz do governo Indiano que afirmou categoricamente que a ponte não foi criada pelo homem.

A China vai dominar o mundo! Todos os dias vemos afirmações como essa de “especialistas” em comércio mundial e “especialistas” em China. Falam como se fosse uma novidade ou alguma coisa imprevisível. Todas as vezes que ouço isso me lembro de uma cena de um filme antigo, gravada em minha memória com todas as cores e sons.

Pandas!! (GIANT PANDA/WOLONG/SICHUAN/CHINA)
photo credit: Chi King

Nesta cena um avô de filme americano está pescando truta (flyfishing) e o neto, também tipicamente americano, pergunta: – Vô não dói? Fura a boca do peixe. Não dói? E o avô calmamente responde: – Claro que não, o peixe tem sangue frio, não dói nadinha. E sorrindo completa: -Só lembre que não foi um peixe que me disse isso! Um sorriso sínico de quem tem anos de estrada e não se surpreende mais. Com a china, se dá o mesmo.

A China vai dominar o mundo! Esta frase jogada no ar me incomoda, aborrece, como se fosse uma pedra no sapato. Está ali. Pequena, discreta, às vezes me esqueço dela. Mas, está lá. Um passo mal colocado e dói. Incomoda. Essa semana resolvi tirar a pedra do sapato ou pelo menos, colocá-la em um lugar mais confortável.

Conversei com os poucos amigos que tenho por lá e fiz uma pesquisa na internet em sites em inglês de lá e de cá e recolhi alguns dados que me convenceram que no caso da China, se perguntar se dói o peixe dirá que não. Não dói nadinha. E sorrirá.

O sistema educacional

 

Antes de 1949, 80% dos Chineses era analfabeto,

Na era imperial, antes do advento da República Popular da China, 80% ou mais dos chineses era completamente analfabeto. Então contávamos a população da China na casa do 500 Milhões. Um dos programas de Mao, implantados com a paciência, cortesia e respeito aos direitos humanos que lhe era característica, simplesmente levou esses percentuais ao nível de irrelevância.

Segundo a UNICEF  o percentual de analfabetos entre o jovens chineses é menor que 1% (15–24 anos). Há aqui um pequeno pequeno problema, quantizar a quantidade de jovens alfabetizados é um jogo de adivinhação e palpite. Os números que nos dariam uma noção de tamanho com relação à china retirados dos censos oficiais são, para dizer o mínimo, inconsistentes.

Devido ao tamanho territorial, falta de infra-estruturar, tradição rural e programas de controle de natalidade ninguém tem certeza de quantas pessoas vivem na China. As pessoas no grande setor rural, simplesmente preferem esconder suas famílias em um turbilhão de estratagemas  a se submeter aos controles do governo. Ainda assim, se tomarmos como base os números da UNICEF, esse dado: “menos de 1%”, representa alguma coisa como 600 milhões de pessoas jovens, totalmente alfabetizadas mais que toda a população da China antes da revolução.

Trata-se de um peixe enorme. Esse índice foi conseguido com intenso investimento governamental, o estado absoluto, investindo pesado em educação.

A Educação privada só foi permitida na China, nos anos 80. Ao contrário dos EUA e de alguns países da Europa, cuja educação é fortemente calcada na iniciativa privada isso só começou na China junto com a década de 80. Mais ou menos quando o Muro de Berlim caiu, levando o comunismo com ele e forçando a China a olhar para o ocidente como única opção para ver o futuro.

Claramente o fator “público/privado” não faz grande diferença nos índices de analfabetismo. Os chineses conseguiram isso garantindo que Todo cidadão chinês deva ir à escola por pelo menos nove anos, Onde eu escrevi garantindo entendam que eles ainda usam os mesmo métodos de cortesia, paciência e cuidado que são lendários no trato do cidadão comum que persistem desde os tempos imperiais, via comunismo de Mao e até hoje. Os cidadãos são forçados, para o bem ou para o mau, em um sistema de educação onde a Pré-escola dura três anos.

Iniciando aos três anos de idade e terminando aos seis os estudantes chineses seguem um programa curricular na pré escola que dá ênfase em jogos, dança, musicalidade e nos valores de verdade, gentileza, pontualidade e beleza. Acreditam que essa fase é fundamental para a formação da personalidade e dos valores que os guiarão pela vida. Formar caráter antes de formar conhecimento.

Vou ressaltar verdade e pontualidade. Olhe para nosso próprio sistema educacional e veja se descobre um programa educacional para crianças nessa idade que incluam explicitamente estes valores. Eu procurei muito antes de achar uma escola para meu filho onde a primeira frase da diretora foi: Aqui acreditamos em formar pessoas honestas e responsáveis. Oh! Deus, confesso, adorei ler isso sobre a China, andava só e descobri que não estou tão só assim.

Escolas técnicas são chamadas de vocacionais

O ensino fundamental é dividido em duas categorias: O que chamávamos de primário e hoje é o ciclo básico é composto do estudo de Mandarim, o idioma comum, matemática e idiomas estrangeiros. Ao final deste ciclo as crianças realizam um teste vocacional que determina o caminho que deverão seguir no próximo ciclo.

O próximo ciclo pode ser técnico e específico ou generalista. Em todos os dois casos os estudantes estudarão ciências físicas e humanas o que difere é o foco. Nas escolas vocacionaisos estudantes são treinados para trabalho técnico de nível médio, construtores ou fazendeiros. As outras escolas preparam os alunos para a faculdade com uma visão mais generalista do conhecimento.

IMG_0775.JPG
photo credit: Wootang01

As escolas vocacionais estão, em sua maioria, localizadas em zonas rural. Lá, como aqui, a ideia é permitir acesso a melhores condições de vidas a imensa população de desfavorecidos do sistema econômico.Para isso uma educação simples e objetiva para criar uma grande massa trabalhadora.

Aqui graças ao capitalismo selvagem que não deixa dividir o bolo mesmo depois de crescido. Lá graças à falência das ideias de comunismo e divisão igualitária. Do ponto de vista de quem passa fome, o sistema econômico não faz a menor diferença. Emprego faz.

Estando na zona rural ou não, todos os estudantes devem passar pelo teste vocacional depois de passar, em média, 9 horas por dia na escola (07h30min até 16h30min), O rendimento é controlado pelo estado. Aqueles que falham em atingir os níveis mínimos terão o inigualável prazer de ver o suporte governamental para sua educação simplesmente cessar.  Nesse nível o governo subsidia a maior parte do custo da educação e adota a polícia de cobrar uma pequena taxa a título de tutela.

Mesmo com todo este esforço, a educação rural ainda é um problema, principalmente na pré-escola. Na China a área rural é um planeta a parte.

As comunidades são milenares, pequenas, fechadas e tradicionalistas, forçando o governo a adotar medidas alternativas para educação infantil nestes cantões. Além da tradição o governo tem que enfrentar a oposição aos métodos de controle populacional e a endemia do suicídio de esposas que deixa dezenas de milhares de crianças em situação extremamente complicada e a aversão dos anciões por novos idiomas para educar as crianças. Mandarim, o idioma comum a toda China, ainda é coisa nova na maior parte do país.

Uma das opções que o governo está adotando para combater a distância e a tradição é usar a televisão para levar a educação aos pontos mais remotos do país. O canal de televisão estatal (China Education Television Station – CETV) leva o programa Sala de Aula no Ar a 40% de todas as escolas do país ou, aproximadamente 100 milhões de estudantes.

No ciclo básico os alunos têm direito a 13 semanas de férias e feriados durante o ano, alunos do ciclo correspondente ao nosso antigo ginásio têm direito a 12 semanas por ano enquanto os alunos das escolas de nível médio, nosso antigo segundo grau gozam 11 semanas por ano de férias e feriados, nada muito distante do que temos aqui em terras tupiniquins. A diferença está nos números. Enquanto aqui temos 200 dias letivos por ano com 4 horas por dia, em média. Na China eles chegam a ter 288 dias de aulas com 9 horas por dia, um estudante médio fica na escola aproximadamente 1800hs por ano contra 800hs aqui. Agrave isso considerando que são 200 dias letivos, festas, homenagens e reuniões diversas são considerados dias letivos mas, não são dias de aulas.

Outro aspecto interessante é a Educação especial até 1985, tanto os alunos super dotados quanto os que requerem atenção especial para suprir alguma deficiência eram ignorados. Desde então já foram abertas 1540 escolas de educação especial em um extremo e no outro.

Meio milhão de engenheiros todos os anos

Preparing for Battle
photo credit: parhessiastes

Para entrar na faculdade todos os alunos fazem um prova sobre o controle do Ministério da Educação. Prova esta, tão disputada, que leva alguns estudantes a estudar até 16hs por dia, ainda assim, a cada ano, aproximadamente, MEIO MILHÃO DE ENGENHEIROS terminam a faculdade e vão para o mercado de trabalho. Não se engane, o foco do governo não está apenas na formação dos jovens. Desde 2002 o ministério da educação o Ministério de Educação está aumentando as taxas de Educação superior para adultos. Hoje existem 607 instituições para adultos atendendo 2.2 Milhões de pessoas em um único programa.

Os números envolvidos nestes programas são assustadores e mostram a intenção clara de atingir patamares relativos qualidade e quantidade equivalentes, ou superiores, aos dos países mais desenvolvidos do mundo. Aliás, há quem diga que eles pretendem atingir esses níveis no ano de 2010.

O governo Chinês não está preparando a sua população para dominar o mundo. Isto não está nos planos deles, nunca foi falado, aventado ou mesmo pensado. Eles não tem pressa. Essa coisa de comunismo é muito nova. Cinquenta anos. Não é nada na história do país. O que eles estão fazendo é melhorando a qualidade de vida do cidadão comum. Usando por vezes métodos nada ortodoxos. O sujeito vai melhorar de vida na marra ou perde o trem. Coisas que não imaginamos no mundo ocidental. Se continuarem tendo o mesmo êxito que tiveram até agora dominar o mundo será apenas um efeito colateral.

Eu estou aprendendo Mandarim. E você?

 

Encontraram mais de 60 milhões de documentos do holocausto na cidade de Bad Arolsen. Este arquivos ficaram escondidos do público por 60 anos agora estão sendo estudados e o repórter Scott Pelley da rede estadounidense CBS esteve lá.

meninos em campo de concentração nazista

Encontrou mais de 50 quilômetros de estantes cheias com 50 milhões de páginas de documentos contendo 17 milhões de nomes de pessoas que foram brutal e sadicamente assassinadas com detalhes burocráticos tais como dia, hora, minuto forma de execução e, em alguns casos fotos detalhadas das atrocidades.

Com precisão germânica os arquivos estão catalogados de acordo com o tipo de executado. Judeu, católico, homosexual, etc.. Entre as atrocidades agora documentadas estão as comemorações dos aniversários de Hitler. Nestas datas separavam-se 30 pessoas e durante uma hora, matavam um a cada dois minutos a tiros de revolver.

Sessenta anos após, um século completamente novo, milhares de sobreviventes e testemunhas oculares de dezenas de nações e ainda existem aqueles que propagam a idéia de que o holocausto nunca existiu.

Você pode ver a reportagem na íntegra, em inglês, aqui. Se entender, não deixe de assistir. As imagens são chocantes e os fatos impressionantes mas passe por isso. Essa é uma forma de lembrar o quê um grupo de fanáticos levados ao poder por um regime democrático representativo pode fazer.

Nada muito diferente do que fizemos na inquisição, na revolução francesa, nos regimes autoritários da URSS, Vietinan e América do Sul. Nada que a humanidade não esteja disposta a repetir. Talvez, só talvez, se estudarmos documentarmos e discutirmos esse tipo de coisa criemos as salvaguardas necessárias para impedir que esse tipo de coisa aconteça.

Notícia Original

Desde os tempos de Solon em Atenas que a humanidade persegue o conceito de democracia.  Antes de Solon as leis haviam sido feitas por um tal de Draco e eram tão severas e restritivas que seu nome virou sinônimo de absurdo. Solon que era nobre, rico e poderoso, não pode suportar essa coisa de legislação severa e agarrou a primeira oportunidade que apareceu para mudar a constituição ateniense e amenizar a legislação. Para a coisa não pegar muito mal ele teve a idéia de garantir a todos os cidadãos de Atenas o direito de comparecer na assembléia, chamada  Ekklesia , para votar, defender e cobrar a execução dos seus interesses relativos ao funcionamento da cidade. A isso demos o nome de política. Até que a coisa não começou tão mal.

Athènes - Acropole - 11-08-2008 - 7h36
photo credit: Panoramas

O problema deve ter começado quando um grego, pescador, da família Korrupktos viu a oportunidade de ganhar um extra e sugeriu a seus pares que ele poderia ir até a Ekklesia em seu nome e votar em todos os assuntos de interesse dos pescadores. Assim eles poderiam pescar em paz.Tudo que eles teriam que fazer era, dar uma pequena parte do seu lucro para Korrupktos, afinal ele mesmo não poderia pescar e tinha que sustentar a família, e assinar um voto de confiança para ele apresentar na Ekklesia. Pronto nasceu a democracia representativa. De lá para cá a coisa só piorou.

Os romanos levaram o conceito ao extremo com quase 1000 anos de existência o senado romano é um dos melhores, se não o melhor exemplo de corrupção, manipulação e falta de vergonha na cara da história da humanidade. Passou a maior parte destes 1000 anos servido de pelego entre os reis, imperadores e governantes e os cidadãos de Roma. Oferecendo pão e circo enquanto os imperadores e as cinco ou seis famílias de nobres e ricos comerciantes mandavam e desmandavam se alternando no poder e fazendo o que queriam com o dinheiro dos impostos do povo sem dar satisfação a ninguém. O pobre do Cidadão romano, que era diferente dos outros pobres romanos e/ou conquistados  pagavam menos impostos que esses últimos mas ainda assim, viviam só para pagar os impostos que sustentavam os senadores, as famílias ricas e os poderosos em geral.

Em 1215 João Sem Terra (que não herdou terra nenhuma e virou inimigo de Robin Hood) se viu contra a parede (não é uma metáfora) e assinou a Carta Magna. Não estava no seu melhor humor nem no auge da sua influência política e acabou tendo que abrir mão de seus poderes em favor do povo para manter seu pescoço, sua riqueza e o conforto dos seus descendentes.

Desculpe, força do hábito, vou colocar melhor: Acabou  abrindo mão do poder em favor dos nobres que representariam os interesses do povo. Esse conselho legislativo de nobres depois deu origem aquele teatro que os ingleses chamam de parlamento. Formado de duas câmaras: A câmara dos nobres e a câmara dos ricos e poderosos eleitos pelo povo.

Liberdade, Igualdade e Fraternidade

Em 1789 o povo tomou o poder na França (Desculpem força do hábito de novo). Os representantes e ricos e poderosos do povo que já tinham poder mas não achavam que era suficiente, tomaram o poder na França manipulando a imprensa e o povo para desencadear uma época de democracia e justiça social que entrou para história com o nome de: O terror.

Heads off
 photo credit: sergis blog

Uma era de repressão e perseguição política coberta de sangue espirrado da guilhotina em abundância e vulgaridades tais que não deixaram nada a dever nem a Stalin nem a Mao nem a Hittler.

Ficou desta época o lema da república francesa: Liberdade, Igualdade e Fraternidade. Idolatrado pelos intelectuais do mundo ao longo da história mas que durante a revolução significava: liberdade para os que apoiavam a revolução, igualdade para os representantes do povo e fraternidade entre os integrantes do diretório que comandava a revolução. Essa era de democracia e justiça social acabou por provocar o Império Napoleônico onde, vamos e venhamos o congresso Francês tinha a mesma função do senado romano: Manter o povo sob controle para que não surgissem novos Dantons. Já que Marats não surgiriam mesmo. A primeira coisa que a democrática revolução francesa removeu não foi a cabeça de Louis XVI nem a Bastilha foi a liberdade de imprensa.

Só de curiosidade a frase “Cortem-lhe a cabeça” que Lewis Carol usou em Alice no País das Maravilhas é plágio. Descarado e desavergonhado. A autoria dessa frase, pelo menos na midia impressa, é devida a Marat e, com o suporte de Danton e Robespierre (diretor do DOI-CODI da época) foi gritada mais de 30.000 vezes só na frente da Guilhotina.

E chegamos ao século XXI com Hitler, Mao, Getúlio e Pinochet, para citar só os mais famosos. Todos apoiados por assembléias legislativas “eleitas” (Hitler, inclusive, foi democraticamente eleito) que em nome do povo governaram pacificamente e levaram seus países a épocas de igualdade, liberdade e fraternidade. Não muito diferentes da igualdade, liberdade e fraternidade imposta pela revolução francesa ou da liberdade, igualdade e fraternidade que temos hoje.

A história do ponto de vista de um cínico.

Alguns parágrafos de história cinicamente e livremente relembrada e um de ficção, descaradamente inserida, só para dizer que, desde que essa coisa de democracia representativa surgiu há mais de 2500 anos tudo que o povo conseguiu foi ser enganado, roubado, manipulado e trucidado para manter seus ricos e nobres representantes no poder.

  • 2500 anos se passaram e ainda temos escravos no planeta terra. Acreditem, aqui mesmo no Brasil.
  • 2500 anos se passaram e ainda temos gente morrendo de fome claramente por falta de brioches. Acreditem, aqui mesmo no Brasil.
  • 2500 anos se passaram e ainda temos corrupção desvio de dinheiro público. Essa não dá para acreditar, mas acontece aqui mesmo no Brasil.
  • 2500 anos se passaram e ainda temos leis draconianas. Acreditem,aqui mesmo no Brasil.

Não me deixem ser parcial sozinho. Muita coisa melhorou nesses 2500 anos. Por exemplo, nesses 2500 anos a expectativa de vida praticamente triplicou, o que quer dizer que o povo vive mais e melhor. Vamos tomar por exemplo o Brasil:

Em 2008, o brasileiro trabalhará até 27 de maio para pagar impostos, taxas e contribuições;

Expectativa de vida atual do brasileiro é de 72,3 anos;

Em 1900, a expectativa de vida era de 33,4 anos, enquanto que a expectativa de pagamento de tributos era de 3,92 anos;

Em 1950, a expectativa de vida era de 42,6 anos e a expectativa de pagamento de tributos era de 6,82 anos;

Em 2000, a expectativa de vida era de 70,5 anos e a expectativa de pagamento de tributos era de 23,31 anos;

Em 2008, a expectativa de vida é de 72,3 anos e a expectativa de pagamento de tributos é de 29,29 anos;

O brasileiro que nasce em 2008 trabalhará metade de sua vida para pagar tributos;

Em 108 anos a expectativa de vida do brasileiro cresceu 116%, enquanto que a expectativa de pagamento de tributos aumentou 245%(Estudo sobre os dias e anos trabalhados para pagar tributos durante a vida do brasileiro )”

Melhorias? Com certeza tivemos melhorias mas, o preço é muito alto. Podemos ter muito mais, pagando muito menos.

Uma nação com vergonha

O congresso nacional brasileiro é uma vergonha para a raça humana em geral e para o povo brasileiro em particular mas, não é muito diferente do congresso americano, do equivalente frances, inglês, espanhol, americano ou alemão. Basta escutar as rádios de notícias destes países, um por dia, todas as semanas, um país diferente por dia para ver que o problema é praticamente o mesmo. Guardadas as proporções devidas a nossa grande superioridade na pratica do esporte nacional.

O futebol? Não, estou falando da corrupção. Esporte onde somos muito melhores que todos os outros juntos. Imbatíveis. Independente da nossa superioridade as assembléias de lá são como a de cá. Corruptas, ineficientes e inúteis. A nossa imprensa não fala disso com frequencia por que eles passam o dia todo lendo, ouvindo e vendo as notícias que são vinculadas pela Reuters, CNN e Associaeted Press que são uns blogões antigos, ultrapassados e politizados que fazem uma triagem em tudo que publicam e só publicam o que interessa. A consequencia disso é que olhamos muito para o nosso umbigo e achamos que nosso umbigo é mais feio que o umbigo dos outros. Não é. Nosso congresso é mais corrupto por que nós somos mais corruptos.

Congresso Nacional, Brasília
photo credit: xenïa antunes

Aqui, recentemente estamos acompanhando esse mar de lama aérea que chegou a imprensa.  Não por que nossos jornalistas investigaram e descobriram alguma coisa, como eles gostariam que você acreditasse mas, por que os funcionários públicos que estavam sendo acossados pela mesma imprensa resolveram botar a boca no mundo e mostrar uma pequena parte do que nossos amados representantes fazem com  o seu dinheiro. Isto não é investigação é coação. Que começou com outra denúncia (sobre os diretores do senado) e que só apareceu por que interessava a alguém e desabou esse castelo de barbaridades que vemos todos os dias.  Na mesma impressa que cumpre mal sua tarefa social e acaba por manter o status quo da exploração da ingenuidade e ignorâncias nacionais e ainda assim se une em um gigantesco esforço nacional para convencer ao povo que a única forma de se ter imprensa livre é sem responsabilidade. E viva a Escola de Base! .

Muito cuidado nesta hora. Imprensa livre é indispensável à democracia e responsabilidade cívica e legal também.

Hoje estamos vendo os podres de apenas uma das mais de 5000 assembléias legislativas do Brasil. Nunca tinha pensado nisso? Não se preocupe, a maioria de nós não percebe isso. No Brasil existem 5564 municípios e 27 estados (Isso mesmo. Segundo o IBGE o Distrito Federal também é estado. Quem diria? Quando eu estudei eram 23, devo ter perdido a conta em algum lugar) todos eles com prefeitos (ou governadores),  e vereadores (ou deputados estaduais). Os vereadores constituindo as “assembléias legislativas municipais” os deputados as estaduais.

Mais de 4000 destes municípios vivem só e exclusivamente do Fundo de Participação dos Muncipios. Traduzindo: vivem do seu dinheiro. Usado para pagar os salários de suas excelências, os vereadores e toda a infra-estrutura que dá suporte a seu trabalho indispensável para a democracia representativa e para o funcionamento das cidades.

Só para não esquecer o dinheiro é seu! É você que levanta as seis horas da manhã de segunda a sexta atura chefe, transito e violência. Por falar nisso se o horário oficial é o de Brasilia, por que eu tenho que trabalhar na segunda e na sexta?

Você paga o salário de todos os integrantes de todas essas assembléias legislativas , as passagens, os funcionários parlamentares, cabos eleitorais, salões de beleza de luxo, mansões e castelos. Tudo com o seu dinheiro, graças a uma outra mentira chamada Imposto. Não se preocupe o dinheiro do Fundo de Participação dos Municípios é usado primordialmente para educação, saúde e para “manter o homem no campo”. Deve ser por isso que o país tem um índice de saúde cultura e distribuição populacional tão bom. E você que está lendo isso não anda em ônibus cheio, não vive em cidades violentas e seu filho está tendo uma educação decente e o atendimento na saúde pública é tão bom.

Então vamos ficar assim: O congresso nacional não chega a ser a ponta do iceberg da roubalheira e do mau uso do seu dinheiro feito em nome da representatividade. O problema é muito maior e deve ser atribuído a uma mentira descarada.

Democracia Representativa é uma mentira deslavada, descarada e cruel, responsável direta pela morte de milhares de crianças todos os anos no Brasil.

Na época de Platão, Cesar, Danton ou Hitler essa era a única solução possível. A necessidade da representatividade não era uma mentira Agora é!

Na época de Lula, Obama e Sarcozy a democracia pode deixar de ser representativa e ser… talvez… humm! Como direi isso? Tem alguma criança lendo? Não? Então vou falar: DIRETA!.

Democracia Direta: O poder de decisão deve ser do povo literalmente e não exercido em seu nome.Você pode decidir! Você não precisa eleger ninguém para isso! A Democracia Representativa é


photo credit: kian1

só uma mentira que te contaram tantas vezes que você passou a acreditar que fosse verdade. Passou a acreditar que fosse a melhor solução. Pior! Passou a acreditar que fosse a única solução. Isto é exatamente a mesma coisa que a igreja fez durante séculos afirmando que o sol rodava em torno da terra. A mesma coisa que Goebbels fez com os judeus no nazismo. A mesma coisa que uma boa parte da imprensa mundial está fazendo com os árabes. A mesma coisa que toda imprensa de esquerda fez com o dia da mulher.

Minta consistentemente durante tempo suficiente e todos acharão que é verdade.

Eu acredito que pode ser diferente. Eu consigo ver a diferença e você?

Eu acredito que nós temos a maturidade e a tecnologia necessária para permitir que todos os cidadãos tenham a possibilidade de decidir o futuro da  sua cidade, estado e nação. Eu acredito que o poder legislativo não é só corrupto, é inútil e está roubando mais do que seu dinheiro está roubando seu futuro e o futuro dos seus filhos.

Eu acredito que se não tivéssemos engolido essa balela de democracia representativa há muitos séculos a humanidade estaria melhor do que está hoje e muitas das doenças sociais e físicas que assolam nosso planeta já estariam erradicadas.

Eu acredito que podemos mudar isso.

E também acredito que isso não vai mudar, nem pode, da noite para o dia. Justamente para evitar um inútil derramamento de sangue como vimos tantas vezes na história. Precisamos de um plano de longo prazo que permita que as modificações necessárias não causem mais problemas que soluções e desestabilizem nossa precária sociedade.

Engenheiro que sou, pouco ambicioso e modesto tomo a liberdade de confessar que tenho um projeto, bem detalhado, com 10 anos de duração que começa com três passos:

  • Primeiro precisamos de um sistema de identificação nacional, com todos os números que representam o cidadão em todos os diversos níveis de governo substituídos por um número único, de preferência integrado com um sistema de identificação biométrico.
  • Segundo precisamos mudar o artigo da constituição que garante o direito do povo enviar projetos de lei para o congresso de forma a permitir que esses projetos possam ser enviados por meio eletrônico e as assinaturas de apoio possam ser recolhidas também por meio eletrônico.
  • O terceiro passo também implica em emenda constitucional. Os projetos enviados pelo povo devem ter prioridade sobre toda e qualquer outra atividade do legislativo.

Já havia falado disso aqui. E vou continuar insistindo.  Se conseguirmos dar esses três passos, poderemos fazer valer o quarto artigo da constituição. Que diz que todo brasileiro é igual perante a lei. Coisa que nem a constituição respeita, em diversos artigos posteriores são criados privilégios para os brasileiros que são mais iguais que os outros com a desculpa de  protegê-los para que possam exercer suas funções especiais. Outra mentira descarada criada para garantir privilégios. Por que deputados não podem ser sujeitos a mesma lei que é imposta aos advogados? Espere… os advogados tem uma legislação especial. Um então os engenheiros? Legislação especial também! Médicos? Funcionários públicos? Militares? Juízes? Jornalistas? Mesma coisa, mesma coisa, mesma coisa…MESMA COISA!!!.

Todos os brasileiros são iguais perante a lei desde que seja o “Zé Povinho”. Oh Zé!, você pode mudar isso.

Eu tenho consciência que esta mudança será traumática, que teremos muitos obstáculos, que teremos muito para aprender e que erraremos muito. Sei que os descendentes de Korrupktos vão fazer de tudo para impedir. E vão racionalizar com os argumentos mais estapafúrdios. desde que você é incapaz até não temos tecnologia para isso. Tudo para manter a mentira e seus cargos, fortunas e previlégios.

Se der certo poderemos ter uma democracia parecida com a que Platão sonhou. Onde cada um terá um voto e cada voto terá o mesmo valor. Não um voto em alguém mas um voto para decidir, para opinar e para dirigir os destinos da cidade, estado e nação.

Não se engane essa idéia não é minha. Nós, a humanidade, estamos perseguindo essa idéia a muito tempo. Os primeiros cristãos viveram uma sociedade política exatamente como a que estou propondo. A palavra Ekklesia foi traduzida para o português como igreja e não tinha nenhuma conotação religiosa. Em uma época de perseguição e dor eles encontraram forças para criar uma sociedade de iguais que, onde todos tinham o mesmo valor. O cristianismo começou assim. Fizeram tantas besteiras ao longo dos anos que os mentirosos da democracia representativa venceram e a Ekklesia virou igreja e é o melhor exemplo do poder representativo absoluto concentrado.

É chegada a hora de tentar novamente. Nada no universo é mais forte que uma idéia cujo tempo é chegado (li isso em algum  lugar e acredito que seja verdade).

Este é um assunto que deveria ser discutido em âmbito nacional.

Não as passagens aéreas ou o que eles fazem com os R$100.000, que cada um deles ganha todos os meses do seu dinheiro enquanto pagam impostos apenas sobre R$16.000,00. Não essa não é a doença que temos que curar. Esses montantes e são absurdos e essa roubalheira inaceitável mas esse é o sintoma.

2 de Julio 2006
photo credit: tj scenes

A doença é este sistema de representatividade que está errado. ultrapassado e inútil.  Que favorece a corrupção enquanto diminui o seu direito de decidir o seu destino e o destino da sua cidade, estado e país. Você paga, você vota, você decide.

Enquanto estamos discutindo passagens aéreas, nossos nobres representantes estão trabalhando em dois projetos muito interessantes. Um para aumentar a representatividade e o número de deputados e senadores, criando cargos de deputados e senadores para representar os brasileiros que moram fora do país e outro para fazer que você pague pelas campanhas políticas deles de forma que eles possam ficar lá, fazendo exatamente o que sempre fizeram, sem ter que tirar um centavo do próprio bolso. Nem sequer para serem eleitos. Enquanto isso, ainda temos que esperar 3 ou 4 meses para fazer um eletrocardiograma em um hospital público.

Faça alguma coisa! Discuta com seus amigos, comente e divulgue esse artigo (há um link para isso aqui embaixo), quem sabe se abrindo a discussão não chegamos em algum lugar melhor. Essa é a força da internet uma pessoa simples como eu ou você pode fazer toda a diferença com um simples clique.

Por mais de um século a possibilidade de viajar no tempo tem excitado a mente dos cientistas, adeptos da ficção científica e dos escritores deste gênero. Desde A Máquina do tempo de H. G. Wells e suas versões e variações em filme e televisão que sonhamos com isso, cogitamos a possibilidade e estudamos com afinco essa hipótese. Einsten se debruçou sobre o tema como conseqüência direta das suas teorias.

Na verdade, a viajem no tempo é possível. Ou, não há nada na física que diga o contrário. O físico carioca

“Lost time is never found again”
Creative Commons License photo credit: steepways for obama!

Mario Novello escreveu um livro: Máquina do Tempo: Um Olhar Científico onde simplifica para nós mortais os “comos e porquês” dessa viagem.

Se tomarmos apenas as observações derivadas das teorias de Einstein que implicam que o tempo passa mais lento quanto maior for a velocidade em que o objeto se move. Viajar para o futuro é simples, basta manter-se em movimento em uma velocidade próxima da velocidade da luz por algumas horas para viajar para o futuro alguns anos. Viajar para o passado, por outro lado, exige algumas condições muito especiais.

Uma destas condições seria a criação de uma Ponte de Einstein-Rosen, um fenômeno estranho, primo-irmão do buraco negro, conhecida nos bares da vida simples como Buraco de Minhoca. Uma destas pontes poderia interligar porções distantes do universo, separadas pelo espaço e pelo tempo. Considere um túnel entre dois lados de uma mesma cidade separados por bilhões de anos-luz. Um viajante que cruza essa ponte iria instantaneamente de um ponto a outro no tempo e no espaço ou para o futuro ou para o passado, dependendo da direção da viagem.

È claro que tanto em um caso, como em outro, estamos falando de quantidades fenomenais de energia e de uma tecnologia que deve estar alguns milhares de anos na nossa frente.

O Dr. Ronald L. Mallett acredita que possa viajar no tempo, e salvar a vida do seu pai.

Dr. Mallett e a viagem no tempoO Boston Phenix publicou um artigo sobre o Dr. Mallett, da Universidade de Connecticut o Dr. em questão foi o septuagésimo oitavo americano de origem negra a conseguir um doutorado em física e tinha uma carreira cientifica estável até a publicação desta matéria.

Nos últimos 50 anos o bom doutor tem trabalhado obsessivamente com todas as teorias relacionadas com as possibilidades de viajar no tempo e publicado alguns trabalhos sobre o assunto, condensando suas pesquisas e a tecnologia atual em um livro Time Traveler (Thunder’s Mouth, 2006) que segundo o artigo virará filme através do trabalho de Spike Lee.

Suas teorias incluem a criação de um campo de alta energia em um espaço restrito com o uso de lasers e laçar nêutrons neste campo. Se tudo estiver correto com seus cálculos os nêutrons deverão viajar algumas frações de segundo de volta no tempo. Acredite ou não, essa pequena fração de segundo de volta no tempo de algo massivo com um nêutron poderá criar toda uma tecnologia revolucionária. Se você ficou curioso, você pode saber mais sobre o Dr. Mallett aqui.

Lendo e preparando esse artigo me lembrei de outro artigo que li há alguns anos.

Em 2003 o Yahoo! Publicou uma história que se espalhou pela internet como um vírus, rápida e de veracidade duvidosa. Tratava-se da história de Andrew Carissin, um cidadão que fora preso pelo órgão americano de fiscalização de operações comerciais depois de, em poucas semanas, e com um investimento inicial de US$800,00 ganhar US$350.000.000,00.

Sem dúvidas, um ganho destes em milhares de operações de risco todas com sucesso chamou a atenção dos fiscais. O curioso da história é que uma vez preso o Sr. Carissian acabou confessando que sabia os resultados das operações de antemão. Não por que tinha informações privilegiadas, mas por que era um viajante do futuro. Precisamente de 200 anos no futuro e precisava do dinheiro para consertar sua máquina temporal e voltar para casa.

É claro que tudo não passou de boato e invenção de algumas mentes maléficas, contudo não consegui achar as matérias originais, nem no Yahoo! Nem no Weekly World News, onde a notícia foi primeiramente publicada apenas referências antigas em sites comentando o artigo. Acho que essa é uma boa oportunidade para começar outra teoria da conspiração. J

Quanto ao bom doutor Mallett, fico com Sir. Bernard Shaw: “O homem razoável adapta-se ao mundo; o homem que não é razoável obstina-se a tentar que o mundo se lhe adapte. Qualquer progresso, portanto, depende do homem que não é razoável.”

Se você ler o artigo em inglês vai notar que o repórter se esforça em destacar o trauma da morte do pai como principal motivador para toda a pesquisa científica do bom Dr. o que leva o pobre blogueiro a uma pequena consideração: Se o Dr. conseguir viajar no tempo e impedir a morte de seu pai. Não terá o trauma que o impulsionou durante toda a vida a criar a máquina do tempo e, se não criar a maquina do tempo, como vai viajar para salvar o pai?

O Sol é o maior gerador de energia ao alcance da raça humana neste dado momento histórico. Mesmo assim, ainda é uma das fontes de energia menos explorada. Essa série de artigos vai analisar e discutir os avanços mais recentes nas pesquisas para o uso da energia solar.

Não será uma série curta, já escrevi 10 artigos e, provavelmente ainda vá escrever mais um ou dois. Durantes os próximos dias úteis, aqueles que assinarem meu serviço RSS lerão esses artigos diariamente, os outros, se estiverem interessados deverão esperar que esses artigos estejam disponíveis aqui no DePijama, o que deve ocorrer ao longo do mês de junho.

Primeira Parte: O tamanho da fornalha.

Orbitando na periferia da via láctea, nosso sol é uma estrela modesta, branca e com seus 4,37 bilhões de anos, uma estrela que está entrando na meia idade. Já não tem o brilho da juventude mais ainda está longe da vermelhidão da velhice.

Localizado a pouco menos de 150 milhões de quilômetros de distância de Curitiba, o Sol retém aproximadamente 99.8% de toda massa do sistema solar. Em escala astronômica, 150 milhões de quilômetros é o que poderíamos chamar de logo ali. Mesmo assim, quando você chega à praia e recebe sua dose anual de fótons, na vã tentativa de ficar moreno e não vermelho, os ditos fótons saíram do Sol há aproximadamente 8 minutos e 22 segundos antes de chegar a sua pele.

Com uma temperatura superficial da ordem de 5780º Kelvin, nosso astro rei emite uma luz branca azulada que, quando vista da superfície da Terra fica amarelada devido as características peculiares da nossa atmosfera.

Composto basicamente de hidrogênio, o Sol é um gerador de fusão nuclear movido pelo seu próprio tamanho, perpetuamente fundindo quatro prótons em um núcleo de hélio e liberando a bagatela de 26,7 MeV nesse processo. Para, em seguida, fundir o hélio em elementos mais pesados, liberando mais energia. O interessante é que esse processo ocorre apenas no centro do Sol, onde a alta temperatura e a força de gravidade criam as condições ideais para que os prótons vençam as forças eletromagnéticas e se fundam.

De toda energia liberada pelo Sol apenas 89.000Tw chegam a superfície da Terra.

Tudo bem! Não se preocupe! O número é grande mesmo. Deixe-me tentar novamente:

De toda energia liberada pelo Sol, apenas oitenta e nove mil trilhões de watts chegam a terra. Deu para entender?

Esses números grandes são complicados vamos colocar isso em escala. Que tal se eu dividir pelo consumo de uma televisão? Ainda assim o número seria muito grande. Que tal todo o consumo dos Estados Unidos? Não, o número ainda é muito grande. Já sei!

É energia equivalente a 6000 vezes todo o consumo de energia do planeta Terra. Dou-lhe uma, dou-lhe duas… Dou-lhe seis mil vezes tudo que consumimos no planeta. Eu falei aproximadamente? Não? Então falo agora: aproximadamente.

Essa energia é o principal responsável pela produção dos ventos, correntes marinhas, aquecimento do planeta, crescimento das plantas, a marca do biquíni da sua namorada, etc.. etc..

Lendo o último parágrafo você percebeu que a tal da energia eólica é, em última instância, uma forma de energia solar? E os geradores de energia a partir das correntes marinhas? Solar. Hidrelétricas? Solar. Os puristas dirão que estou forçando a barra. E estou mesmo. A intenção é fazer você perceber a importância da energia solar na nossa vida diária e já começar a ver como essa importância vai ficar maior.

Vou escrever de novo, só para deixar claro: 89 mil trilhões de watts.

Esses números estão na Wikipedia. Mas, se você não confiar na Wikipedia pode comprar este livro. que trás um estudo detalhado das energias renováveis, incluindo o sol. Ou pode baixar este estudo da Agência internacional de Energia, converter todas as fontes de energia para a mesma unidade e depois verificar os cálculos. Só não esqueça que a energia proveniente do sol está disponível todo tempo e o tempo todo.

Eu, aqui do meu cantinho da internet, fico com a Wikipedia até por que o mais importante nesse caso não é a precisão é a proporção.

Se avaliarmos o crescimento do consumo de energia do planeta nos últimos cinqüenta anos e se tomarmos os anos de 2004 e 2030 como ponto de partida e chegada em nossos cálculos e ainda, acreditarmos nas previsões do órgão oficial de estatísticas de energia dos EUA, Podemos afirmar que até 2030 o consumo de energia do planeta deverá crescer 57%, para níveis próximos de 24Tw. No pico de consumo, em 2030, o Sol ainda fornecerá, sozinho, por baixo, quatro mil vezes a energia que precisaremos para manter o planeta.


 photo credit: Pink Dispatcher

Contudo, existem alguns problemas. A Terra teima em continuar girando em torno do próprio eixo e em torno do sol, o que faz com que a insolação não seja constante; ainda há o formato do planeta que faz com que a distribuição não seja uniforme; dias de chuvas e nuvens e sobras diversas que fazem com que o suprimento de energia não seja constante.
O objetivo hoje é tornar esse fornecimento estável, uniforme e barato.

Nessa série você verá as novas tecnologias, desde o uso de tintas especiais até avanços em nano tecnologia. Mas também verá como usar o sol a seu favor para diminuir a conta de luz, refrescar ou aquecer sua casa com soluções tão simples quanto pintar uma parede.

Se quiser continuar lendo, assine o serviço RSS, os próximos artigos serão publicados durante essa semana e a próxima, mas só no RSS