Inundação misteriosa resolvida

Uma misteriosa inundação alagou os escritórios do Santa Monica’s Pier Aquarium uma instituição de pesquisa cujos aquários estão abertos a visitação pública. Na manhã de vinte e cinco de fevereiro de 2009, a primeira coisa que Aaron Kind percebeu foi que alguma coisa tinha dado muito errado na noite anterior.

Localizado ao nível do mar em um pier, em uma praia, o aquário de Santa Monica é o lugar ideal para conhecer a vida marinha. Suportado por verbas privadas e governamentais e atualmente operado por uma instituição não governamental a equipe do aquário desenvolve pesquisas importantes sobre a vida marinha da região e atende um grande número de estudantes em seus programas educacionais sobre a vida marinha e a preservação do meio ambiente.

Naquela terça-feira, ao chegar para o trabalho os funcionários encontraram um grande problema. Os escritórios estavam inundados com até 30cm de água.

Imediatamente o Sr. Kind comunicou o ocorrido aos superiores, ainda em suas casas e começou escoar a água. A polícia foi chamada e junto com os funcionários do aquário inciaram uma investigação criminal.

Área isolada, pistas levantadas, cientistas em conferência e, depois de longas horas de apreensão descobriram a vândala.

A criminosa fora uma fêmea de polvo, normalmente muito curiosa e ativa, que abrirá uma válvula em seu tanque permitindo que milhares de litros de água inundassem o aquário. Provando, de uma vez por todas, que polvos são animais muito inteligentes e que o mesmo não pode ser dito de projetistas de aquário.

A foto em questão é de um animal da mesma espécie e do mesmo aquário. Fotos da meliante e da cena do crime podem ser econtradas no flickr