Que tal 20 horas de bateria no seu laptop? Estamos quase lá

Confesse, uma vez ou outra você lembra da mãe do fabricante do seu laptop. Não é verdade? Principalmente quando falta vinte minutos para entrar na reunião com o chefe e a bateria vai para o Brejo. Bem pode ser que isso fique mais raro.

Pesquisadores da universidade de Stanford divulgaram avanços em uma nova tecnologia com o uso de fios de silício de diâmetro nanométrico (nanowires. Aposto que essa palavra vai se tornar mais um termo importado no português.). Que pode ser utilizada em baterías baseadas em ions de lítio. Leia, laptops, telefones celulares, cameras de vídeo, etc..

O pesquisador responsável Yi Cui, professor assistente de ciência de materiais e engenharia está um pouco, como direi excitado com a descoberta. Segundo o próprio: “Este é um desenvolvimento revolucionário!

A capacidade de uma bateria está diretamente relacionada a quantidade de íons de lítion o anodo da bateria pode armazenar. Normalmente feitos de carbono, esses anodos tem uma capacidade muito inferior aos novos nanowires (e la vou eu!) feitos de silício. Contudo, o silício, se usado absorve os íons de litio e aumenta de tamanho, quando a bateria está em uso, o silício reduz seu tamanho. Esse vai e volta acaba fraturando os anodos de silício. E lá vem a ciência….

O uso de nanowires, na verdade um emaranhado de fios nanométricos permite que esse expande/encolhe ocorra sem que os fios sejam fraturados. Os pequenos monstrinhos podem aumentar seu tamanho em até quatro vezes, aumentando em muito a capacidade de armazenamento de íons no anodo e consequentemente o tempo de duração da bateria.

Com a tecnologia de silício totalmente dominada, como temos hoje, pode ser que essa tecnologia chegue no seu celular em um ou dois anos.

Obviamente, o processo já está devidamente patenteado. Aliás é só por causa disso que nós estamos sendo informados.:)

Notícia Original