Gravadoras negam acordo com a Qtrax

Standard

A Folha está anunciando que as gravadoras EMI, Warner Music e Universal Music estão negando que tenham disponibilizado seus acervos para o site Qtrax.

Além de mim. Deve ter mais alguém perdido lá na Qtrax ou nas gravadoras. Se o anúncio do Qtrax é falso, a empresa quebra antes de começar. Aqui daria um processo por propaganda enganosa. Lá nos estates dá cadeia. 

Por outro lado, não vejo por que as gravadoras negariam isso.  Pelo sim, pelo não, assim que estiver disponível saberemos.

Notícia Original

4 thoughts on “Gravadoras negam acordo com a Qtrax

  1. Já está claro que a Qtrax “queimou a largada” e anunciou o que ainda não tinha. Contou com uma boa ajuda da midia que divulga press-releases sem fazer um mínimo de trabalho jornalístico.

    Acho que um processo de ‘propaganda enganosa’ não colaria lá, já que é difícil um potencial usuário provar que teve uma perda com o anúncio mentiroso. Talvez os anunciantes que tivessem um contrato com a Qtrax pudessem entrar com uma ação. Nestes dois casos seria questão de indenização não de cadeia. Aonde a coisa vai pegar mesmo é com os acionistas. Um anúncio desses mexe com o valor das ações e portanto abre espaço tanto para processos dos acionistas como investigação do governo. E isto dá cana mesmo. É bom lembrar que IMNAL (eu não sou um advogado).

    Um artigo do Los Angeles Times (em inglês) falando sobre isto:
    http://www.latimes.com/technology/la-fi-qtrax29jan29,1,6460500.story

  2. Obrigado Daniel, Ontem estive em um chat com alguns amigos e um advogado da California, ele concorda com você. Acha que não rola um processo por que a divulgação não foi feita em solo americano.
    Geralmente eu não caio nessas armadilhas, tento usar fontes seguras, no caso a origem da notícia foi o times online do mesmo grupo do Sunday Times.

  3. Só para deixar claro, quando falo na midia, não estou me referindo ao seu blog (ou mesmo jornais e sites menores que reproduziram a notícia)… O que ocorre é uma espécie de bola de neve, que normalmente parte das grandes agências de notícias que repassam direto os press-releases. Uma notícia dessas deveria levar os reporteres a procurar os representantes das gravadoras, se fosse verdade teria um espaço imenso para declarações das gravadoras.

    De qualquer forma, é uma pena. Seria muito bom ter novas opções para ter acesso legal a músicas em formato digital.

  4. Oi Daniel, obrigado novamente, eu havia entendido certo. É que coisas como essa me aborrecem. Não seu comentário. Minha postagem original. Normalmente eu espero uma ou duas horas, leio várias fontes e depois publico. Mas às vezes a notícia é tão boa, a fonte original tão respeitável que a gente embarca. Aí, quando o barco afunda, só podemos lamentar. Hoje eu vou testar o qtrax e depois publico

Comments are closed.