Glendix. Pretendemos ter um linux sem GNU

Standard

Equipe de desenvolvimento do Plan9 resolve lançar um sistema operacional híbrido usando o Kernel do Linux.

Antes de mais nada, o que diabos é um Plan9? Ser semi-novo tem suas vantagens já havia ouvido falar deles antes mas, confesso que não dei muita atenção. Trata-se de um sistema operacional que nasceu nos Laboratórios da Bell para substituir o Unix. Deu água comercialmente mas conceitualmente e cientificamente o projeto é um sucesso.

As diferenças entre os conceitos do Plan9 e o Unix são grandes e o estímulo para a sua criação foi justamente a possibilidade de compartilhar recursos entre as várias máquinas componentes de uma rede. Assim poderíamos ter toda a rede formando um grande sistema operacional e não vários sistemas operacionais formando uma rede.  Soa bem atual. 🙂

Plan9 running under Qemu on OSX/Intel
Creative Commons License photo credit: mrbill

Segundo o pessoal do Glendix, esse é o nome do projeto, tanto o kernel do Plan9 quanto os aplicativos pertencentes ao espaço de usuário estão muito bem. Obrigado! Contudo, a adoção do Plan9 é muito lenta por falta de drivers em qualidade e quantidade suficiente para atender as demandas do mercado. Reduzindo o sistema operacional a um bem sucedido esforço acadêmico. O Linux pode mudar isso. Vai, por exemplo, permitir que as pessoas rodem o Plan9 nativamente em máquinas x86 sem usar um emulador (como é o caso da imagem que ilustra esse artigo) ou máquinas virtuais.

Um sistema operacional baseado em linux, como o Ubuntu, Fedora ou Opensuse é composto de três partes distintas: As customizações e aplicativos referentes a cada fornecedor; os programas do espaço do usuário, nesse caso o GNU e o Kernel propriamente dito. O que o pessoal do Glendix quer é: pegar o Kernel do Linux e acrescentar a este os programas do espaço de usuário do Plan9. Me parece uma ótima idéia. Coisinha muito fácil de ser feita. Se não entendeu, estou sendo irônico!

Se der certo, teremos um sistema operacional mais simples concebido para funcionar de forma muito parecida com uma tendência de mercado está ganhando força nos últimos anos, a computação em nuvem.

Olho neles!

Notícia Original

Para Saber Mais: Plan9, Glendix, computação em núvem. Kernel, espaço do usuário

One thought on “Glendix. Pretendemos ter um linux sem GNU

  1. iru

    não é o time do Plan 9 que está desenvolvendo, são usuários do mesmo. e foi feita uma confusão quanto aos conceitos que o Plan 9 desenvolve, computação em nuvem e outras coisas.

Comments are closed.