Estudo mostra que todo o gado do planeta descende da mesma manada

Standard

O estudo, publicado na edição corrente do  Molecular Biology and Evolution e liderado pleo Dr Ruth Bollongino analisou amostras de DNA de ossos de vacas domesticadas encontrados em uma escavação arqueológica no Irã e indica que todos os bovinos domesticados que temos hoje no planeta, estimados em 1.3 bilhões de animais, descende de um rebanho com pouco mais de 80 animais que viveu na região há aproximadamene 10.500 anos.

Estudo mostra que vacas descendem do mesmo rebanho no irã

A estimativa de 10.500 anos parece concordar com a descoberta de Globekli Tepe.

O lider do projeto declarou que o estudo de regressão do DNA, “uma vez que as amostras estejam disponíveis trata-se de atividade rotineira”  indicando que a tecnologia de determinação da origem das espécies é conhecida e aceita pela comunidade científica. Ainda assim, o estudo levanta questões interessantes sobre a evolução do homem.

Quem já viu um marruá sendo capturado no interior do Brasil pode imaginar a dificuldade. Marruá são os descendentes dos bois que escapam nas invernadas e acabam crescendo selvagens. Coisa difícil de fazer é convencer o bicho a voltar para o cativeiro. Na maior parte do tempo, acabam virando churrasco de invernada.

Há dez mil e quinhentos anos, esta espécie do Irã, deve ter tido alguma característica de docilidade que facilitou o processo de domesticação. Enquanto as outras espécies de bovino ou ainda andam livres nas planícies ou já viraram churrasco.

Imagem de: O’hAodha