EATR, um robô que procura sua própria comida

Standard

Empresa americana, com fundos originários da DARPA, está desenvolvendo um robô capaz de converter matéria orgânica em energia de forma autônoma.

Deixe eu colocar isso com um pouco menos de formalidade. Estão desenvolvendo um robô capaz de comer, por conta própria.

eatr O nome do bicho (e não estou usando gírias da década de 70) é Energetically Autonomous Tactical Robot (EATR). O objetivo do projeto é desenvolver um dispositivo autônomo capaz de realizar missões em ambientes hostis de longa duração, de forma autônoma, usando como fonte de energia matéria orgânica.

Não sei o que me preocupa mais no parágrafos anteriores: Autonoma, orgânica ou DARPA

A DARPA é a agência americana de pesquisa avançada para defesa. Leia militar. Que já deu ao mundo coisas como a Internet e que investe em uma série de projetos de software livre e de código aberto. Mas, não se enganem, o negócio deles é pesquisar tecnologias de uso militar.

Esse negócio de autonomo, em mãos militares ou não, também não é exatamente a melhor idéia do mundo. Junte a DARPA, com autonomia e a capacidade de se alimentar de produtos orgânicos e o cara depijama pergunta: O QUE DIABOS PODERIA DAR ERRADO?

Apresentação do projeto em inglês aqui.

4 thoughts on “EATR, um robô que procura sua própria comida

  1. MoisesBraun

    Acabo de descobrir o seu site… parabéns pela qualidade e abrangência!!!
    De uma passagem rápida de olhos no arquivo original em inglês do post aqui comentado, duas curiosidades me chamaram a atenção:
    1º – o nome do cientista que apresenta o projeto do DARPA: Dr. Robert "Finkelstein". Uma irônica semelhança com o famoso Dr. Frankenstein…
    2º – O rendimento da tecnologia EATR: 150 lbs para 100 milhas de deslocamento… poderiam ser construidos belos cortadores de grama autopropulsados que não deixam resíduos…

Comments are closed.