Com 8 anos de atraso Aol abre o código do AIM

Standard

Correção: Acabei de ler a página do openAim (link abaixo) e tudo que a Aol fez foi documentar e divulgar os protocolos de comunicação usados com o AIM, bem como apresentar alguns exemplos de código. Não abriu o código do AIM. Mas, cá entre nós esse código e nada é a mesma coisa.

Depois de ver seu mercado despencar continuamente desde que a bolha da internet estourou, a América on line resolve abrir o códido do AIM seu aplicativo de mensagens instantâneas ou, como diria o Saudoso Vicente Mateus: – o Msn da AOL.

Há quase dez anos quando a América on line, então a maior empresa de internet do planeta, comprou a Mirabilis, empresa que criou o ICQ e todo o mercado de mensagens instantâneas, por US$282 Milhões de dólares, a América on line dominava com grande vantagem o mercado de mensagens instantâneas.

Hoje, a concorrência é muito maior e muitos analistas acreditam que o Jabber, um protocolo aberto, será o padrão de fato para a troca de mensagens instantâneas. Principalmente depois que o Google adotou esse protocolo para sua rede de mensagens instantâneas.

Aol manteve o protocolo fechado, os aplicativos fechados e fez todo esforço que pode para barrar qualquer tentativa de penetração na sua rede. Na vil esperança de conseguir encontrar uma forma de agregar valor as mensagens instantâneas.

Hoje, quase dez anos depois, nenhuma das grandes empresas que atuam nesse mercado conseguiu tornar a rede de mensagens instantâneas lucrativa.