Nova versão do Apache à caminho da 2.4

Standard

apache-1 Depois de seis anos do lançamento da versão 2.2 o time de desenvolvedores do Apache httpd server, parece estar aquecendo os motores para o lançamento da versão 2.4. Lançada ontem, 7 de março de 2011, a versão Apache httpd 2.3.11-beta altera a arquitetura do módulo de multiprocessamento.

A partir desta versão o módulo de multiprocessamento será carregado de forma dinâmica e os usuários não precisarão mais escolher durante a compilação. Os módulos mpm poderão ser selecionados com um simples restart.

O módulo MPM Event, ainda marcado como experimental no site, já está disponível para uso. Este módulo funciona mantendo a conexão com a primeira requisição aberta, permitindo que requisições futuras usem o mesmo soquete. A idéia é economizar durante a criação de conexões tcp. Vale a pena o teste em ambientes de homologação sob grande carga.

Há também modificações no sistema de log, que permite níveis diferentes para diretórios e módulos. A criação de um módulo para a linguagem LUA e significativas modificações na API.

Siemens é vítima de vírus de computador cinematográfico

Standard

Você já viu essa cena: Um hacker cria um virus especialmente projetado para interferir com um sistema informatizado e ganhar controle sobre as máquinas.  Sem pensar muito me vem a mente Independence Day onde um matemático que não sabia nem que existiam alienígenas cria um virus capaz de infectar o sistema operacional da nave mãe que, por certo, era uma versão antiga do Windows.

virii003
Creative Commons License photo credit: .hj barraza

Já viu no cinema? Então veja na vida real.

Porta vozes da Siemens estão informando ao mundo que a empresa, ou melhor, um dos principais produtos  da empresa, está sendo vítima de um ataque de virus que pode permitir desde simples espionagem (existe espionagem simples?) até sabotagem.

O vírus se propaga via usb drivers explorando uma, segundo o artigo, ainda não resolvida vulnerabilidade do Microsoft Windows. Também segundo o artigo, tudo o que é necessário para infectar o sistema é acessar o drive usb.

Caramba!!! Incrível!!! Os analistas de segurança da europa ainda não aprenderam a desabilitar o “autoexec”  dos drivers usb!

Caramba!!! Incrivel!! A Microsoft ainda não corrigiu essa vulnerabilidade do Windows!

Caramba!!! Incrível!!! A Siemens ainda usa windows em sistemas críticos!!!

Tem gente que não aprende mesmo! Contando ninguém acredita.

Notícia Original

Lagoa Multiphysics, gráficos de gente grande, breve no seu game

Standard

Computação gráfica é coisa de gente grande. Nada que um brazuca decidido não possa fazer bem. Vide Thiago Costa, brazuca, ex global e muito talentoso. Hoje trabalhando na Ubisoft do Canadá, Thiago é um dos principais responsáveis pelo Lagoa Multiphysics.

Trata-se de um motor gráfico para animações reais considerando os efeitos físicos que os corpos sofrem quando em movimento. Aceleração, inércia etc.. etc.. etc… Lembrou? Então faça o seguinte: Imagine que cada grão de areia é uma partícula agora deixe cair um monte de areia em uma mesa. Imaginou? Agora calcule o movimento de cada partícula. Pronto já deu para ver como esse treco é complicado. Então dê uma olhada no vídeo a seguir e veja o que o Thiaguinho anda aprontando…

Lagoa Multiphysics 1.0 – Teaser from Thiago Costa on Vimeo.

Instalando o Acrobat Reader no Ubuntu 9.04

Standard

Ill
photo credit: Pitel

Para variar houve uma alteração nos repositórios do Ubuntu da versão 8.10 para a 9.04. Os pacotes para a instalação do Acrobat Reader que estavam no repositório Medibuntu agora estão no repositório Partner.

Para instalar o Acrobat Reader abra o terminal e primeiro insira o repositório na lista de repositórios em

sudo gedit /etc/apt/sources.list

Copie a seguinte linha e cole no final do arquivo e salve

deb http://archive.canonical.com/ubuntu jaunty partner

Quando voltar ao terminal digite:

sudo apt-get update && sudo apt-get install acroread


Novell vai fazer seminários sobre interoperabilidade.

Standard

Há dois anos a MIcrosoft e a Novell assinaram um acordo para troca de tecnologia e direito de uso de tecnologias para a criação sistemas para criar uma camada de interoperabilidade entre os mundos dos software livre e proprietários.

Novell Linux Penguin
Creative Commons License photo credit: oswaldo

Mesmo com o pouco que sei deste acordo, o vejo com bons olhos.

Vivo em um mundo misto onde a grande maioria dos meus clientes ainda usa sistemas proprietários e diariamente sou forçado a criar uma “camada de interoperabilidade” por minha própria conta para instalar um servidor aqui, controlar uma impressora ali ou simplesmente fazer a implantação de algum sistema em uma plataforma totalmente fechada.  Assim, vejo com bons olhos, qualquer iniciativa que possa permitir mais e melhores negócios para as empresas e pessoas que se dedicam ao software livre e de código aberto. Mas, confesso que sei muito pouco sobre esse acordo e sobre o que essas duas empresas estão fazendo.

E você? Já entendeu? Tem uma opinião formada? Não, então aqui está uma oportunidade.  A Novell vai patrocinar dois seminários sobre o assunto. Neste seminários vão falar sobre o acordo e demonstrar as tecnologias que estão sendo desenvolvidas em comum. Virtualização, Gerenciamento de Identidades, Gerenciamento de sistemas, Interoperabilidade de documentos.

Gerenciamento de Identidades e Interoperabilidade de documentos me interessam diretamente. Infelizmente não estarei presente em nenhum dos seminários. Um será em Porto Alegre no dia 27 de novembro de 2008 e o outro em Belo Horizonte, no dia 26 de novembro de 2008.

Link Original.

As mulheres que programavam o ENIAC

Standard

O Eniac, uma estrutura gigantesca com quase 18000 válvulas e pesando 27 toneladas o Electronic Numerical Integrator And Computer é considerado o primeiro computador eletrônico da história. A primeira máquina capaz de ser programada para execução de cálculos diferentes para objetivos diferentes.

Kathleen McNulty Mauchly Antonelli, Jean Jennings Bartik, Frances Snyder Holberton, Marlyn Wescoff Meltzer, Frances Bilas Spence and Ruth Lichterman Teitelbaum formavam o time das primeiras programadoras. Primeiro conhecidas como as computadoras (as moças que computavam).
Computadoras foi o temo pejorativo escolhido pelo exército americano para o grupo de 80 mulheres que trabalhavam na Universidade da Pensilvânia calculando trajetórias balísticas. Uma forma de separar as mulheres dos verdadeiros matemáticos.

Quando o exército concordou em financiar um projeto experimental para a construção do Eniac, seis dessas mulheres foram selecionadas para serem as primeiras programadoras.

Naquela época não existiam linguagens de alto nível, compiladores, ambientes de desenvolvimento ou nenhuma dessas ferramentas que temos hoje. Assim quando falamos em programar nos referimos ao mais baixo nível possível.

Todas as seis programadoras atuaram diretamente com o Eniac desenvolvendo programas balísticos durante a guerra, treinando novos programadores e criando rotinas para melhorar a eficiência do trabalho de programar a máquina .

Em 1947 o Eniac recebeu um upgrade de memória se tornando a primeira máquina capaz de armazenar um programa para execução posterior.

Para colocar um pouquinho de sexo e intriga nessa história Kay casou-se com o Dr. John Mauchly que, juntamente com J. Presper Eckert havia inventado o Eniac.

Algumas faleceram antes de ter seu trabalho reconhecido publicamente. Porém é possível assistir Kay e Jean Bartik aqui. Se você sabe inglês deve assistir, pelo menos as duas senhoras contando suas histórias.

Série em Homenagem as mulheres:
Primeira parte: Ada Lovelace. Tudo começou com ela
Segunda parte: As mulheres que programavam o Eniac
Terceira parte: A mulher mais poderosa do mundo da tecnologia
Quarta parte: Sulamita Garcia: Uma mulher brasileira na Intel
Quinta parte: Tatiana: Vendo em 3d o que todo mundo vê em 2d

[youtube http://youtu.be/JEpsKnWZrJ8]

Microsoft / Yahoo. Ok! Parou! A coisa pode não ser bem assim

Standard

Você passou o dia todo vendo e lendo matérias sobre a compra do Yahoo! pela Microsoft, inclusive via esse pobre blogueiro que vos escreve.

Por falar nisso. OBRIGADO! Esse foi para o pessoal do Rec6 que pela primeira vez colocou um artigo meu no topo da página de tecnologia.

Voltando a compra. Pode ser que a coisa não seja tão simples como parece. Primeiro, até agora, tudo que o Yahoo! fez foi dizer, muito educadamente: Sem Comentários.

Segundo o Sillicon Alley Inside, um respeitável jornal eletrônico de Nova York está reportando que “fontes” internas do Vale do Silício, informam que uma grande firma de investimentos estava a dias de dar seu próprio lance no Yahoo!.

O artigo não revela a fonte nem a empresa de investimentos, mas levanta suspeitas sobre as empresas Silver Lake do próprio Vale do Silício e a Quadrangle Partners de Nova York. Faz parte da Quadrangle o ex presidente do Yahoo!, Dan Rosensweig que entrou na Quadrangle justamente para abrir um escritório no… advinhe… Vale do Silício.

Update: O techcrunch, outro site confiável reporta novos boatos dando conta que a NewsCorp também vai entrar na dança. Leia-se MySpace. Você deve lembrar que há algum tempo esse pessoal tentou trocar o MySpace por 25% do Yahoo!. Agora parece que eles resolveram entrar na dança comprando.

Além dessa notícia, outras fontes (também não vou citar só de sarro) estão dando conta que o conselho diretor do Yahoo! ficou um pouco desnorteado com essa oferta da Microsoft. Sabemos de ante-mão que no ano passado esse mesmo conselho recusou uma oferta desta mesma Microsoft. Contudo, muita água passou por essa ponte. O Yahoo! estava vendo o valor de suas ações irem para debaixo da mesa. O Yahoo! anunciou a demissão de algumas centenas de funcionários para os próximos dias (alguns falam em milhares). O Ceo do Yahoo! acaba de renunciar. Mesmo assim, a oferta da Microsoft não seria a primeira opção se existissem outras ofertas na mesa.

Microsoft-Novell: Curioso? Quer saber como sua empresa pode se beneficiar?

Standard

Você já deve ter ouvido falar do acordo de inter-operabilidade entre Novell e Microsoft. Não? Deveria. A última notícia relativa a esse acordo foi a compra de 1000 “licenças” de servidores Suse pela Renault que serão mantidos pela Microsoft. Comprovando que essa é agora, mais uma empresa no mundo do software livre e de código aberto.

Agora é hora de você entender como esse negócio vai funcionar. Não vai ser simples já que toda informação ainda está em inglês, mas o site moreinterop já está no ar, com todas as informações, e muita publicidade, com foco em potenciais clientes.

Inclusive com uma notícia velha sobre a adoção pela BMW desse modelo de inter-operabilidade. Se você é da área de ti a leitura do Collaboration Roadmap é indispensável.

O Fim do Mundo Chegou! Renault usará Suse Linux com suporte da Microsoft

Standard

Segundo a matéria, as companhias anunciaram que a Microsoft irá fornecer 1000 certificados de assinatura de suporte prioritário ao SuSe Linux Enterprise Server.

Se você é destes que vêm o mundo com olhos de paixão. É bom começar a chorar. Os cães ladram, a caravana passa e as empresas se adaptam. Pode pular, gritar e espernear. Temos um novo competidor no mercado de software livre a Microsoft.

Concordo com o Ricardo Bicalho em sua opinião sobre a bola levantada pelo autor original. A Microsoft, provavelmente não tem a menor intensão em continuar lutando contra o Linux. O problema deles é manter o mercado, seja de software ou de serviços. O que eles em Redmond devem estar vendo é que muito em breve, sistemas operacionais serão comódities.

Nesse futuro mercado novo. Suporte e Aplicativos específicos serão as vacas sagradas.

Notícia Original via MeioBit

OpenOffice.org Premia inovação em dinheiro

Standard

A comunidade OpenOffice.org responsável pela produção do OpenOffice a mais viável alternativa ao Microsoft Office em software livre e de código aberto anunciou, hoje, os planos de um concurso para incentivar e promover a criatividade e inovação entre os membros da comunidade.

O The OpenOffice Community Innovation Program será dividido em seis categorias: Comunidade técnica, ferramentas, ODF, documentação e especial. Segundo o Gerente de Comunidade, Louis Suarez-Potts a intenção é encontrar trabalhos excepcionais que sejam úteis a comunidade.

Você pode participar só ou em grupo e, se vencedor, pode botar a mão em uma adorável quantidade de …. grana. O concurso já tem uma caixinha de US$ 175.000,00 da Sun.

Mãos à Obra e Boa Sorte.

Notícia Original