BMOW Um computador feito a mão

Standard

Steve Chamberlin, um morador da cidade de Belmont na California, que durante o dia trabalha desenvolvendo jogos de computador resolveu fazer um computador de oito bits criando a cpu com dispositivos integrados da década de 70 do século passado.

Denominado, com toda justiça de BMOW, que pode ser traduzido como Grande Emaranhado de Fios. O BMOW custou aproximadamente US$1000,00 e têm 1253 pedaços de fios, não soldados, em uma placa de interconexão (wire-up board. Eu não ouvia isso há uns 20 anos!).

Para entender:

Ele montou uma cpu e vários periféricos usando chips da famíia 74. Ou seja, fez na unha a alu, barramentos, registradores, stack pointer, etc..

Parte do projeto foi baseado no livro Computation Structures (MIT Electrical Engineering and Computer Science) de Stephen Ward e Robert Halstead parte desenvolvida através de um core simulado com Verilog. Só de curiosidade o MIT tem um curso gratuito, online sobre estruturas computacionais ou, como queira, arquitetura de computadores ministrado pelo próprio Stephen Ward.

Voltando…

O Bmow tem especificações nada modestas: CPU de 8bits, 24 bits de endereçamento, 4 registradores de 8bits, Interface para teclado, audio, display de lcd,  usb e clock de 2Mbits. As interfaces foram desenvolvidas com chips dedicados e compatíveis com a tecnologia da  cpu. Por exemplo o chip de vídeo é um UMC 70C171 que teve que ser garimpado em lojas de eletrônica com estoque de placas antigas.

Por antigas entenda com mais de 20 anos e não do mês passado.:)

Eu tive o prazer e a honra de trabalhar com a ACR-25 uma reprodutora de cassetes de vídeo para televisão broadcasting, que na verdade era um computador desenvolvido com esses mesmos chips ttl e sei como foi importante na minha formação entender exatamente como funciona uma cpu para poder, literalmente, trocar o 7404 que estava pifado dentro da ALU.

Prazer e honra hoje, mais de 20 anos depois. Na época era um inferno. 🙂

A foto a seguir é do BMOW rodando um programa de xadrez. Isso é sucesso!

Notícia Original