Assassinaram o invetor do carro movido a àgua

Standard

Nasci e cresci na ditadura militar. Filho de militar e tendo por melhor amiga uma filha de comunista  (coisa que só soube muitos anos depois) cresci nessa dualidade de opiniões e atitudes. Com uma infância destas há que se desculpar minha tendência temerária a achar que tudo faz parte de uma grande conspiração.

Na primeira crise do petróleo estava em pleno entusiasmo da juventude. Eu e mais alguns amigos da escola técnica tivemos a idéia que revolucionaria o mundo. Usando água do mar e um processo de hidrólise separaríamos a água do mar em oxigênio e hidrogênio e usaríamos esse último para impulsionar um motor elétrico que alimentaria a hidrólise e um motor a explosão que impulsionaria um veículo. É claro que não fizemos cálculo algum, não era necessário em nossa brilhantes mentes inocentes havíamos resolvido o problema de combustível do mundo. Também havia  o problema de armazenar o hidrogênio no carro e a tendência deste de explodir mas, nem por um segundo nos preocupamos com isso.

De posse dessa idéia corremos para contar a um dos nossos mais queridos professores. Cético ele nos contou a história de um professor do fundão (UFRJ) que tinha tido idéia semelhante e sumira. Simples assim, sumira. Deixando mulher e dois filhos. Na época desistimos.  Ditadura… As pessoas tinham o hábito de sumir quase como se fosse um esporte nacional.

Anos depois atribuí o sumiço a uma destas lendas urbanas que povoam o imaginário popular. Com o tempo a aventura caiu no esquecimento.

Há alguns meses li uma matéria sobre um sujeito que estava divulgando um carro movido a água e achei seu site. Até separei para postar algo aqui mas acabei esquecendo. A inveja é uma merda.

Caramba! Que estúpido que sou, com as células de combustível de hoje o problema do armazenamento estaria resolvido. O resto é pinto.

Qual não foi minha surpresa quando vi hoje, pleno domingo uma matéria dando conta do assassinato do inventor.

Mataram o cara. Incrível coincidência. Ou não? O relato da morte está nesse link o mesmo que trás o vídeo que inseri nesse artigo. Ainda não consegui confirmar se o cara morreu mesmo ou se é mais um boato destes que surgem toda hora na internet. Mesmo sem confirmação que a história é interessante é. 🙂

8 thoughts on “Assassinaram o invetor do carro movido a àgua

  1. jonnhy

    Esse Stan meyer é um picareta, processado varias vezes nos EUA,fugiu para australia, lá temtou obter mais grana de pessoas para seus projetos que nunca funcinaram.Se morreu já foi tarde, um golpista a menos.E o pior que some um aparecem 10 no lugar prometendo coisas impossiveis e pegando dinheiro das pessoas. Pau nesses caras mesmo. Tem que acabar com todos.

Comments are closed.