200 anos de luz… a coisa não é bem assim

Standard

Os leitores do Slashdot fizeram as contas e chegaram a conclusão que o inventor da lampada a led’s cometeu um pequeno erro de cálculo que inviabiliza a invenção.

Como está demonstrado no artigo da Slashdot para gerar a energia necessária seria necessário um peso de aproximadamente 425kg.

Então está combinado. Podemos continuar usando mas para ligar vamos ter que chamar uns 5 amigos.

O inventor reconheceu seu erro e ofereceu o prêmio ao segundo colocado.
Infelizmente a física derrubou uma boa idéia.

Microsoft + Yahoo!: O que aprendi até agora.

Standard

O mercado de tecnologia é fascinante. Idéias valem bilhões da noite para o dia e, com a mesma velocidade valem nada. Eu me lembro de, na época da bolha do fim do século ter lido que uma empresa de jardinagem online fora comprada por US$400 Milhões poucos dias antes das ações começarem a cair. Só então que os investidores perceberam que não adianta estar online tem que ter coerência financeira / econômica e que fazia muito pouco sentido ter uma empresa de jardinagem online afinal, Alguém ainda teria que ir � casa do cliente para fazer o jardim, cortar as plantas, etc. Muito fácil de aunciar e muito difícil de entregar.

Nas últimas semanas acompanhamos a novela da compra do Yahoo! pela Microsoft e aprendemos algumas coisas. Pelo menos eu aprendi.

Aprendi o que significa bear hug: Abraço de urso; Desde meados dos anos 90 o pessoal de Wall Street usa essa gíria para as tomadas hostis de empresas. O procedimento é enviar uma carta para o conselho da empresa alvo oferecendo uma oferta irrecusável. Alguma coisa com um ágio que fará com que os acionistas forcem a venda da empresa. A metáfora é clara. A empresa compradora coloca o conselho em uma situação difícil. Mas há vários tipos de bear hug.

  • Teddy bear hug: Um abraço de urso de pelúcia. A gíria é usada quando a empresa compradora envia a carta fatídica e fica na dela. Não permite que os acionistas e a imprensa em geral saibam da proposta.
  • Grizzly bear hug: Um abraço de urso grizzly. O grizzly é o urso pardo americano, animal que tem graves problemas de relacionamento social. Espicialmente quando está com fome. O grizzly bear hug acontece quando a empresa compradora vai a público e notifica a imprensa e conseqüentemente seus acionistas de que a oferta foi efetivada.

Você, em algum momento acreditou que o Sr. Ballmer fosse o tipo de pessoa que dá abraços de urso de pelúcia?

Aprendi o que é Proxy Fight: Outra gíria de Wall Street. Usada quando a empresa compradora resolver ir para o mercado e tentar forçar os acionistas a tomarem uma decisão. Literalmente significa briga por procurador. A empresa compradora contrata uma empresa especializada para verificar o humor dos acionistas e sua tendência a vender ou não, além de colher informações. Muitos almoços, tapinhas nas costas e um cara abanando um maço de notas de dólar a uns dez centímetros do nariz dos acionistas. Sabe como é cheiro de tinta de impressão de papel moeda costuma ser inebriante.

Você em algum momento acreditou que o Sr. Ballmer fosse o tipo de pessoa que faria isso?

Governança de TI: Tecnologia da Informação
Capa do Livro Blog Corporativo
De: R$ 75,00 Por: R$ 60,00
6X de R$ 10,00 sem juros

Aprendi que algumas pessoas, mesmo ganhando 200 milhões de dólares extras preferem ficar esperneando desesperadamente que aceitar a oferta. Quero acreditar que com certeza de que no futuro ganharão mais. O Sr. Yang do Yahoo! é o caso típico. Se aceitasse a oferta da Microsoft já teria embolsado alguma coisa perto 200 milhões além do valor das suas ações. Em vez disso ele preferiu partir para a luta e tentar manter o moral da tropa alto. Convenientemente esquecendo que dias antes circularam pela internet notícias que a mesma tropa seria dizimada por centenas de demissões.

Negócios são negócios, a vida tem que continuar.. blá.. blá… blá.. Lá se foi o time de inovação de design do Yahoo!. Justificativa? Os custos estão crescendo mais rápido que o faturamento. Lendo isso eu me pergunto se o Yahoo! ainda é uma empresa de internet ou já é uma empresa de anúncios online. A diferença é grande.

Aprendi o que é poison pill: Literalmente pílula de veneno. Uma estratégia onde o conselho tenta tornar as ações da empresa menos atrativa para os compradores e mais atrativas para os acionistas atuais. Não é sem razão que tem esse nome, se falhar o conselho está morto.

Confesso. Algumas dessas coisas eu já sabia. E você?

A novela continua

Os acionistas estão divididos. O Yahoo! está calado. A Microsoft, via Sr. Gates já avisou que não aumenta a oferta. O Yahoo! está calado.

A Microsoft já avisou que vai comprar tantas empresas quantas sejam necessárias para fazer frente ao Google. Traduzindo: Se vocês não venderem vão ficar em terceiro, talvez em quarto… Quem sabe acabar. O Yahoo! está calado.

Os acionistas do Yahoo! estão claramente divididos, o tempo está correndo. As ações judiciais dos acionistas contra o conselho já começaram há algum tempo. Essa semana mais um fundo de pensão, acionista, entrou com processo contra o conselho. Se isso não for suficiente para acordar o conselho, não sei o que será necessário.

O Sr. Gates sabe. Só para deixar isso claro essa semana ele deixou escapar indícios de que a luta via procurador já começou.

Do outro lado, a Microsoft tenta convencer seus acionistas e colaboradores da validade dessa compra. O Sr. Kevin Johnson (president of Platforms and Services Division) enviou um e-mail as suas próprias tropas, justificando a compra devido ao provável crescimento do mercado de anúncios na internet e deixando claro que a integração não será simples nem indolor mas que será feita com critério.

O e-mail é, sem a menor dúvida, mais para os acionistas que para os empregados. Os primeiros verão com bons olhos o tom conservador e a visão mercadológica do texto. Os segundos vão ficar muito preocupados com esse mesmo tom e visão mercadológica. Expressões como: “recompensas significantes” quando falamos de possíveis demissões não são a melhor forma de tranqüilizar os empregados.


photo credit: CalEvans

Contudo o mais interessante do e-mail é a parte que fala das tecnologias das empresas envolvidas: “Os serviços que temos adquirido ao longo dos anos são baseados tanto em Windows quanto em código aberto. Apesar disso o Windows é a nossa plataforma estratégica e em alguns casos as equipes migraram seus produtos para o Windows, por diversas razões. Em outros casos nós priorizamos a continuidade e usamos mecanismos de inter-operabilidade para alcançar uma integração de sistemas efetiva… ”

Traduzindo: O Yahoo! é um usuário contumaz de tecnologias abertas. A Microsoft não! Vamos fazer todo o possível para que nossa tecnologia prevaleça se não for possível vamos engolir o que der. Preocupante para os usuários de soluções de código aberto. Mais preocupante ainda para milhares de pequenas empresas que usam soluções, ou serviços, do Yahoo!. Mas isso não é problema para a Microsoft, desde que o tráfego e os anunciantes não caiam.

Breve! Próximos capítulos nesse mesmo batcanal.

A forma mais simples de inserir imagens legais no seu blog

Standard

Você já reparou que o flickr tem milhões de fotos licenciadas sob a licença Creative Commons disponíveis na internet?

Pois bem o pessoal da Photodropper reparou. Não só reparou como criou um plugin para o wordpress para facilitar sua vida de blogueiro.

Tudo que você tem que fazer é baixar o plugin, instalar e, de dentro da sua interface de administração procurar por imagens diretamente no flickr e inserir nos seus artigos.

Não esqueça de marcar a opção “Show only photos that can be used commercially” para garantir que não irá violar os direitos do dono da foto. Lembre que nem todas as licenças Creative Commons permitem o uso em sites comerciais.

Blog Corporativo
Capa do Livro Blog Corporativo
4X de R$ 10,50 sem juros

Acabei de instalar e testar, funciona que é uma maravilha, apesar de estar todo na língua do Tio Sam. Contudo, tem um probleminha… encontrar a foto certa para seu artigo ainda depende da sua capacidade. Eu não encontrei nenhuma para colocar aqui. 🙂

Dinheiro com seu blog: Existe vida além do Google

Standard

Nem só de Google vive o homem. Os serviços do Google são, em sua maioria, muito bons. Não dá para negar isso. Você pode até discordar, mas como diria aquele defensor da democracia, milhões de pessoas não podem estar erradas. Ou podem?

Em busca dessa resposta, resolvi sair em campo e procurar alternativas. Como tenho me dedicado a melhorar a eficiência de alguns sites de clientes para aumentar a rentabilidade e visibilidade dos seus serviços saí em busca de alternativas aos serviços do Google, começando pelo óbvio: Análise de tráfego.

O serviço do Google para isso é o analytics. O qual, já há algum tempo vinha me decepcionando, principalmente por que só me permite analisar o tráfego dos sites um dia depois de que o tráfego ocorreu. Admito. Acompanhar o tráfego em tempo real é coisa de maluco. Exceto se você está pesquisando formas de melhorar seu conteúdo ou acompanhar o resultado de um teste qualquer. Foi usando o Clicky Web Analytics. Que consegui traçar um perfil dos agregadores nacionais.

Procurando algum serviço que me permitisse interagir com o tráfico diariamente encontrei o Clicky.

O Clicky tem algumas vantagens interessantes se comparado com o analitics, A primeira delas é exatamente a possibilidade de acompanhar o tráfego dos blogs praticamente em tempo real. Analisar imediatamente qual página está chamando mais atenção e revisar que termos de pesquisas estão provocando mais visitas no site em questão. Permitindo correções de percurso e otimizações do conteúdo durante o pico de visitas. Ainda melhor, permitindo que você possa traçar um perfil dinâmico das visitas no seu site.

Mas não é só isso. Muitos dos meus clientes de SEO possuem sites em flash, total ou parcialmente o que torna a otimização particularmente difícil, não impossível como se pensava há alguns meses, mas ainda difícil. O Clicky permite o acompanhamento de ações executadas em controles flash e Ajax com muito pouca alteração nos componentes que possuem essa tecnologia.

A integração com o wordpress é muito simples. Você pode acrescentar uma linha na sua página footer.php ou, melhor ainda, pode simplesmente adicionar um plugin no wordpress e pronto.

A interface do usuário é toda desenvolvida em Ajax e o Clicky Web Analytics libera um widget para barra lateral que pode ser utilizado para criar uma página de acesso restrito para que seus clientes também possam acompanhar o tráfego em tempo real.

Antes que alguém fale alguma coisa. Já vou avisando: Eu sei que existem sistemas de análise de tráfego que posso instalar no meu servidor para conseguir os mesmos dados. Eu uso alguns deles. Mas esses sistemas não são feitos para os usuários finais e para disponibilizar os dados que preciso para os clientes vou perder mais dinheiro em horas de serviço do que eu paguei para usar o Clicky.

Blog Corporativo
Capa do Livro Blog Corporativo
4X de R$ 10,50 sem juros

Paguei? Sim paguei. O Clicky. Tem um serviço gratuito razoavelmente bom mas as vantagens só começam a aparecer de verdade com os serviços pagos que custam a partir de US$23,00 por ano. Eu assinei o Professional que custa US$99,99, optei por esse serviço por que um dos meus clientes tem um tráfego diário maior que 30.000 pageviews.

Ainda tem uma última vantagem: O Clicky tem um serviço de afiliação. Se você assinar e divulgar pode ser que seu Clicky saia de graça para você.

Ahhhhh! Já ia esquecendo, o Clicky possuí um serviço de afiliação. Se seus leitores assinarem o Clicky através do link que você coloca no seu site você ganha 20% da assinatura. Não acredito que isso vá dar algum retorno significativo no seu site diretamente. Mas, você sempre pode vender os serviços do Clicky para seus clientes e conseguir o suficiente para que o seu saia na faixa.

Satélite espião foi para o espaço

Standard

o New York times reporta que o míssil lançado da costa do Havaí acertou o satélite espião que estava por atingir o solo, a aproximadamente 210 Km acima do oceano pacífico.

Altas patentes da marinha americana alertaram que será necessário um período de, no mínimo, 24hs para que seja possível comprovar que o tanque de material radioativo foi destruído com o impacto e não oferece mais perigo.

O órgão de controle ambiental dos EUA, enviou um alerta avisando que qualquer destroço deve ser considerado perigoso e não pode ser movido ou tocado.

A missão foi muito útil para testar o sistema de mísseis anti-misseis em um alvo real.

Provavelmente vai servir para começar uma nova corrida armamentar em busca de armas mais eficiêntes que misseis em todo o mundo.

Se eu soubesse o que sei hoje com a sua idade…

Standard

Quantas vezes você já ouviu isso? É coisa de gente velha. Nos perdoem é uma forma de auto-comiseração. Uma forma de nos perdoar pelos pecados cometidos no passado ou pela ignorância que tínhamos.

Outro dia disse isso mesmo em sala, em tom jocoso, como fazemos todos. Sem muito compromisso e sem pensar muito. Aí… um aluno, tem sempre um, levantou a mão, muito educadamente e perguntou: O quê?

Na hora respondi evasivamente e displicentemente evitando uma discussão maior. Mas fiquei com isso ma cabeça, remoendo, torturando até que descobri o que eu não sabia na idade dele que faria uma grande diferença na minha vida: Juros compostos.

<>Já ouviu falar disso, tenho certeza que sim. Algum professor, notícia na Tv, ou amigo comentou sobre isso. Eu também já tinha ouvido falar na idade deles mas não levei a sério. Se quiser ter uma vida melhor em um futuro não muito distante, leve a sério.

Existem duas formas de remunerar o capital investido. Juros simples e juros compostos.

Juros compostos são aplicados quando o juro resultante do investimento passa a fazer parte do capital. O famoso juros sobre juros que lhe assustam todas as vezes que vai pagar o cartão ou o cheque especial. Pois bem use-os ao seu favor.

Sem entrar nos detalhes da formulação matemática, que pode ser encontrada aqui. Vamos direto ao que interessa.

Se você aplicar R$100,00 na poupança por cinco anos, supondo uma taxa de juros mensal de 0.6% (bem razoável) terá R$7.338,80 com R$1.238,80 só de juros. Parece pouco, mas não é.

Vamos fazer isso novamente com valores um pouco maiores:

  • Capital Inicial: R$1000,00
  • Aplicação Mensal: R$200,00
  • Taxa de Juros: 4%
  • Em Cinco Anos: R$57.713,16 (só de Juros R$44.713,16)
  • Em Dez Anos: R$654.719,11 (só de Juros R$560.261,25)

Caramba! Mas como é que eu consigo essa taxa de juros? Pergunta a, agora muito interessada, leitora. Simples no mercado de ações. Compre ações, não para ganhar dinheiro hoje, mas para fazer um fundo para sua aposentadoria.

É isso que eu não sabia, quando tinha a idade dos meus alunos que faria toda a diferença na minha vida. Ou melhor, sabia. Mas não levei a sério. Da mesma forma que você não vai levar.


Quer simular as possibilidades. Existe uma planilha gratuita do site Dinherama ótima para isso. Onde há inclusive um vídeo explicando detalhadamente o que eu acabei de explicar.

Nesse último cálculo você teria uma renda mensal de R$19635,57. E você que nem sabia disso pode ter uma vida muito tranqüila quando tiver 40 anos e nem tinha pensado nisso.

Mesmo que você não leve isso a sério conte para seus amigos. Quem sabe um deles acredita.

3000 canais de televisão online, legal e gratuita

Standard

O Pessoal deste site teve o trabalho de cadastrar 3000 sites com streaming de video online, gratuitos e legais e ainda catalogou por país e por tipo de informação. Disponibilizando o endereço do stream direto.

Uma ótima dica para treinar o ouvido em idiomas estrangeiros ou para ficar a par do que acontece no resto do mundo.

Existem alguns canais brasileiros como a BandNews, mas não consegui conexão direta com eles.

Vale a pena.

Link

Europa selecionará floss para o “terceiro” mundo

Standard

A União Européia vai patrocinar um estudo de US$ 1 Milhão para identificar as melhores soluções de software livre e/ou código aberto para Africa, Asia e América do Sul. A verba necessária já foi alocada para as treze instituições que vão realizar o estudo.

O estudo será realizado pelo consórcio FlossInclude e terá duração de dois anos, os membros deste consórcio incluem:

O objetivo é estudar o ambiente político-social, técnico e econômico necessário para o crescimento do software livre e de código aberto nas regiões sob estudo.

Observe que não há uma única organização brasileira participante do estudo. Uma das nossas diversas organizações não governamentais ligadas ao software livre e de código aberto deveria, urgentemente, encontrar uma forma de participar deste consórcio.

Eu tento ver esse tipo de iniciativa com os olhos do otimismo. Mas, fico preocupado quando leio “FLOSS provê benefícios numerosos para países em desenvolvimento, tais como baixo custo, adaptabilidade, e ambiente de treinamento livre de custos”, logo no primeiro parágrafo da página do consórcio.

Soa como um bando de políticos tentando aliviar suas consciências dando esmolas para os países subdesenvolvidos que não têm a menor idéia do que o software livre e/ou de código aberto representa em termos de tecnologia para o mundo e das vantagens técnicas e econômicas da sua adoção para países em desenvolvimento ou não. As quais não têm relação direta com o “baixo custo, adaptabilidade e ambiente de treinamento livre de custos”.

O software livre é, ou pelo menos deveria ser, uma opção tecnológica, de controle, transparência e evolução. Não uma opção de “baixo custo”. O custo do software livre é alto. Enganam-se os que pensam o contrário. Me preocupa ver a palavra desenvolvimento, no sentido de produção de software, uma única vez na página do consórcio.

Sejamos otimistas. Vamos participar do estudo, vamos interagir e influenciar os resultados e vamos colocar a parte desenvolvimento em destaque. O software livre e/ou de código aberto só será uma opção tecnológica viável para nosso país quando tivermos um eco-sistema econômico que permita o desenvolvimento local.

Afinal, adianta muito pouco que a caixa esteja aberta se eu tiver que continuar comprando a caixa ou o serviço do carpinteiro.

Notícia Original

Update: Em outra notícia: A União Européia vai investir dezenove milhões de euros em um estudo sobre p2p. Se usarmos os valores como medida de importância…